Obituário

Morre o jornalista Mauricio Exenberger

Gaúcho de Capela de Santana foi repórter do Correio e se recuperava de um infarto

Correio Braziliense
postado em 31/12/2020 00:01
 (crédito: Reprodução/Facebook)
(crédito: Reprodução/Facebook)

O jornalista Mauricio Exenberger morreu na tarde desta quarta-feira (30/12), após complicações de um infarto. Exenberger era natural do município de Capela de Santana (RS). O gaúcho mudou-se para o Distrito Federal nos anos 1990, quando ingressou na editoria de Cidades do Correio Braziliense.

Exenberger estava internado desde outubro, quando sofreu um infarto e chegou a ficar em coma induzido durante o tratamento.

Maurício Exenberger era multitarefas. Além de repórter, também atuou como assessor de imprensa do ex-deputado Cláudio Monteiro e de outros parlamentares na Câmara dos Deputados e no Governo do Distrito Federal (GDF), até se aposentar. Também atuou como diretor de teatro e professor de artes cênicas, por isso, é muito querido no meio cultural. Maurício ainda era ativista no Movimento Orgulho Autista (Moab). 

Ele deixa a esposa, Janete Lima Pires, e o filho, João Pedro. Pelas redes sociais, amigos e colegas manifestaram pesar pela perda de Maurício. Exenberger será sepultado nesta quinta-feira (31/12) em sua cidade natal. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE