Saúde

Iges-DF realizou 3,7 milhões de atendimentos em 2020

Hospital de Base e Hospital Regional de Santa Maria foram os que mais fizeram atendimentos. Nas UPAs, a unidade de Ceilândia foi a que teve maior movimento

Luana Patriolino
postado em 03/01/2021 21:03 / atualizado em 03/01/2021 21:10

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) contabilizou que, entre janeiro e setembro do ano passado, realizou 3,7 milhões de atendimentos nas unidades gerenciadas pelo instituto. É como se cada morador do DF procurasse atendimento, ao menos, uma vez em alguma das oito unidades geridas pelo Iges. A capital tem 3 milhões de habitantes, de acordo com o IBGE.

Do total, 1.961.523 foram de consultas ambulatoriais, cirurgias e atendimentos de urgência na atenção especializada, realizadas no Hospital de Base e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). Essa quantia é somada aos 236.496 atendimentos (consultas médicas, classificação de risco e pacientes em observação) prestados nas unidades de pronto atendimento (UPAs) e os 1.511.948 exames feitos em todas as unidades do instituto.

UPAs

A Unidade de Pronto Atendimento de Ceilândia foi a que teve maior movimento em 2020. Ao todo, foram 67.648 atendimentos e 104.266 exames. A UPA de São Sebastião foi a segunda mais procurada, com 41.982 e 87.063, respectivamente. Em terceiro lugar, Samambaia — 37.291 atendimentos e 67.684 exames.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE