INVESTIGAÇÃO

Soldado preso por tiro em festa

O homem se apresentou no quartel e foi conduzido à delegacia. Os disparos foram efetuados em evento clandestino, no Natal

» DARCIANNE DIOGO
postado em 04/01/2021 21:42
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do DF prendeu, ontem, o soldado do Exército suspeito de envolvimento nos disparos de arma de fogo efetuados durante festa clandestina na manhã de Natal, em Santa Maria.

“Tínhamos a informação da autoria e, desde então, estávamos em contato com o Exército. Hoje (ontem), ele se apresentou no quartel e foi conduzido à delegacia para ser ouvido”, detalhou Paulo Fortini, delegado-adjunto da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria).

Thalyson Silva, de 21 anos, é lotado no Quartel General e foi identificado pelos investigadores dois dias após o evento, em 27 de dezembro. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

O Exército informou, em nota, que o soldado se apresentou no Comando Logístico, unidade onde serve, ontem, por estar no fim do período de férias. “Após os procedimentos previstos na legislação em vigor, será custodiado em unidade militar carcerária, onde aguardará à disposição da Justiça Comum”, destacou o texto.

Segundo a polícia, outro jovem teve envolvimento nos disparos e permanece foragido. Na quinta-feira, a foto de Luca Matheus Ribeiro Lima foi divulgada pelos investigadores. A corporação pede para que, caso alguém tenha informação do suspeito, denuncie pelo número 197, o disque denúncia da Polícia Civil. O sigilo é garantido.

Vídeos registram crime
O episódio ocorreu na manhã de Natal, em 25 de dezembro do ano passado, no Conjunto H da Quadra 204. Vídeos registraram a ação dos envolvidos. Pelas imagens, é possível ver que a festa contava com uma tenda, para abrigar os participantes em caso de chuva, e que a estrutura fechou o trânsito da rua.

A música vinha de carros de som e a maioria dos presentes aparece sem máscara de proteção facial — determinação imposta pelas autoridades locais para evitar a disseminação da covid-19.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE