pandemia

Covid-19: DF tem alta de 41,85% de casos em dezembro comparado a novembro

Índice foi divulgado em pesquisa da Codeplan desta terça-feira (5/1). Em relação ao número de mortes, dezembro apresentou crescimento de 33,20% em comparação ao mês anterior

Cibele Moreira
postado em 06/01/2021 13:41
Também houve alta de 33,20% no número de mortes em relação a novembro -  (crédito: Breno Esaki/CB/D.A Press)
Também houve alta de 33,20% no número de mortes em relação a novembro - (crédito: Breno Esaki/CB/D.A Press)

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou, nesta terça-feira (5/1), mais uma edição do boletim covid-19. O informativo faz um acompanhamento da evolução dos casos do novo coronavírus na capital e é um dos principais balanços e indicadores para tomada de medidas para a prevenção da pandemia. De acordo com o levantamento, no mês de dezembro o DF apresentou uma alta de 41,85% no número de notificações de contaminados em comparação a novembro. Foram identificadas 22.555 pessoas infectadas contra 15.901 no penúltimo mês de 2020.

Em relação à quantidade de pessoas que perderam a vida pela doença na capital, dezembro contabilizou 329 vítimas da covid-19, um aumento de 33,20% no número de óbitos em relação ao mesmo período de novembro (247). No entanto, houve queda de 23,13% se comparado a outubro (428). Os meses com maior registros de casos e mortes foram julho e agosto, com 57.074 notificações de contaminados pela covid-19 e 1.039 óbitos.

A pesquisa da Codeplan também apresenta um comparativo com outras unidades da federação. De acordo com o boletim, o Distrito Federal está na 11ª posição com mais casos confirmados de covid-19 diários. Se levar em consideração o índice de contaminação por 100 mil habitantes, a capital aparece em segundo lugar, ficando atrás apenas de Roraima.

O informativo ainda destacou que o Plano Piloto, Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras, Guará, e Sobradinho foram as regiões que registraram um maior número de casos do novo coronavírus nas duas últimas semanas do ano, sendo que o Plano Piloto teve a maior alta com 1.219 novas notificações.

Em relação às vítimas pela doença nas últimas semanas de 2020, as cidades de Ceilândia, Plano Piloto, Taguatinga, Gama, Samambaia e Guará foram as que tiveram uma grande perda entre moradores, com uma alta de 15 mortes em Ceilândia. Porém, o índice pode mudar a partir de atualizações futuras pela Secretaria de Saúde.

Entre as regiões em que a pandemia tem se mostrado mais letal, se considerar a proporção de óbitos em relação ao número de infectados, está Sol Nascente/Pôr do Sol, com 4,16% dos contaminados que vieram a óbito, seguida de Ceilândia (2,56%) e Sobradinho II (2,42%).

A faixa etária que apresenta maior incidência de infectados é a partir dos 35 anos, porém a que tem maior letalidade é acima dos 60 anos. Entre as cidades que mais registraram vítimas entre a população idosa está Ceilândia (76,7%), seguida de Taguatinga (78,6%) e Samambaia (65,2%).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE