Abadia de Goiás

Polícia prende suspeitos de assassinar jornalista a pauladas em GO

Eduardo Ramos Jordão, 77 anos, foi encontrado morto dentro da própria chácara, em Abadia de Goiás. Segundo as investigações, a dupla que cometeu o latrocínio conhecia e frequentava a casa da vítima

Darcianne Diogo
postado em 08/01/2021 20:43
 (crédito: reprodução )
(crédito: reprodução )

Um homem de 35 anos foi preso, nesta sexta-feira (8/1), pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), suspeito de matar, a pauladas, o jornalista Eduardo Ramos Jordão, 77. Um adolescente de 17 anos foi apreendido. O comunicador foi encontrado morto, em 28 de dezembro de 2020, na chácara dele em Abadia de Goiás, região metropolitana de Goiânia, distante cerca de 224km de Brasília. 

O crime é apurado pela PCGO como latrocínio (roubo seguido de morte). Após ser morto, os criminosos levaram o carro e um aparelho de som da vítima. Ao longo das investigações, policiais constataram que o adolescente e o maior de idade conheciam e frequentavam a casa da vítima. Segundo o delegado à frente das investigações, Arthur Fleury, o adolescente, apreendido em Abadia de Goiás, confessou ter executado o jornalista para roubá-lo. Em depoimento, ele chegou a dar detalhes de como praticou a violência.

Já o homem, preso em Aparecida de Goiânia, negou a participação no crime. No entanto, com ele, os investigadores encontraram alguns objetos pessoais da vítima. O delegado afirmou que a real participação dele no latrocínio ainda é investigada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE