Capital S/A

Samanta Sallum
postado em 14/01/2021 22:42
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

"Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer"
Mahatma Gandhi
 

Empresários do comércio querem gerar mais empregos

A Fecomércio-DF concluiu um levantamento sobre a população em situação de vulnerabilidade social por regiões administrativas. A pesquisa vai nortear uma das principais ações da entidade para 2021: a inserção dessas pessoas no mercado de trabalho para que tenham renda ou consigam aumentá-la e, assim, possam sair do estado de pobreza. Para isso, são necessários capacitação e encaminhamento às vagas nas áreas que precisam de mão de obra atualmente.


Resultados

A pesquisa aponta que, no DF, vivem 336 mil pessoas em condições de pobreza e 51 mil de extrema pobreza. Varjão, Samambaia e Itapõa são as regiões com maior índice de população desocupada, cerca de 12%. E o Paranoá é a região em que mais mulheres são chefes de família.


"Dar a cesta básica é importante, garantir o alimento, como fizemos no projeto Mesa Brasil, do Sesc. Realizamos uma grande distribuição. Mas, isso não é o suficiente para resolver o problema das milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade no DF que precisam receber assistência”
afirma o presidente da Fecomércio, Francisco Maia. Segundo ele, a entidade vai concentrar esforços com os sindicatos empresariais filiados para empregar essas pessoas.


Companhia de Bonecas

Amara Hurtado, Jirlene Pascoal e Mariana Baeta criaram, em 2007, em Brasília, o grupo de teatro As Caixeiras Cia. de Bonecas. Elas contam histórias dentro do lúdico universo das miniaturas animadas, promovendo espetáculos, oficinas e projetos. São empreendedoras da arte.


Teatro Lambe-Lambe

A magia do menor teatro do mundo, com as Caixeiras, ocupará as redes sociais no II Encontro de Teatro Lambe-Lambe de Brasília. Em edição on-line, contará com artistas locais e também da Argentina, do Chile e do Uruguai. A programação, que tem apoio do FAC, vai de 1º a 12 de fevereiro nas redes do festival. O acesso é totalmente gratuito no canal https://www.youtube.com/c/ AsCaixeirasCiadeBonecas.


Moka Group chega ao DF

O fundo de investimento de crédito Moka Group definiu o Distrito Federal como mercado prioritário em 2021. Atuando desde 1996, com sede em São Paulo, chega a Brasília com a promessa de oferecer condições mais atraentes aos empresários da capital federal. Pretende operar com juros mensais entre 1% e 3% ao mês e sem cobrança de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras).


Regulados pela CVM

“Os Fundos de Investimento e de Crédito não fazem parte do sistema bancário (este regulado pelo Banco Central). Somos uma modalidade de organização regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Por isso, podemos ofertar recursos com custos muito mais acessíveis aos médios e pequenos”, explica um dos sócios-fundadores do Moka, Rodrigo Mussolino.


Alta renda per capita

Pequenas e médias empresas são o foco. A aposta, no Distrito Federal, se dá em função de características como a solidez no setor de serviços, a renda média per capita e o IDH da capital do país. “O Distrito Federal foi selecionado pelo nosso setor de inteligência para a retomada de crescimento em 2021”, explica Mussolino.


Vendas futuras como garantia

O Moka Group vai aceitar as vendas futuras das empresas a quem irá conceder crédito como modalidade de garantia. O grupo é formado por cinco empresas, entre elas a Moka Pay e a Moka Invest.

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE