Eixo capital

Alexandre de Paula
postado em 16/01/2021 22:27

Crimes anteriores

Em 2020, cerca de 80% dos autores dos 17 feminicídios registrados no Distrito Federal tinham antecedentes criminais. O levantamento é da Câmara Técnica de Monitoramento de Homicídios e Feminicídios, órgão ligado à Secretaria de Segurança Pública local. Houve redução de 46% desse tipo de crime no ano passado e uma das estratégias que contribuíram para o resultado, segundo o chefe da pasta, Anderson Torres, foi fortalecer o trabalho da Câmara.


Denúncia

Os dados mostram que apenas uma das 17 vítimas tinham medida protetiva e registro de violência doméstica contra o autor. O número reforça a importância de estimular a denúncia nesses casos. A Secretaria destaca que há uma campanha, #MetaAColher, para conscientizar a população de que notificar os órgãos de segurança é responsabilidade de todos. Os canais para denúncias são o 197 e o 190 (em caso de emergência).


Pesquisa

Também para tentar reduzir o número de crimes relacionados à violência contra mulher, a Procuradoria Especial da Câmara Legislativa lançou pesquisa para ouvir vítimas do tipo e analisar a eficiência de medidas protetivas. “Precisamos criar políticas públicas eficazes de proteção à mulher, e somente com dados claros de incidência poderemos alcançar esse objetivo”, afirmou a procuradora da Mulher da Câmara Legislativa, Júlia Lucy (Novo). A pesquisa pode ser acessada no site da Casa (www.cl.df.gov.br)


Audiência com secretário

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumuto, será ouvido na tarde de terça-feira pela comissão especial instalada pela Câmara Legislativa para acompanhar e fiscalizar a vacinação contra a covid-19 no DF. O grupo se reunirá também amanhã para delimitar o plano de trabalho. Osnei seria ouvido na quinta, mas, diante da possibilidade de que a vacinação comece na quarta-feira, os distritais conseguiram antecipar o encontro.


Emendas

De acordo com dados do Sistema de Controle de Emendas Parlamentares (Sisconep), o GDF empenhou cerca de 88% das emendas de deputados distritais em 2020. Os dados mostram que havia R$ 320,8 milhões ao todo, dos quais R$ 274,5 milhões foram empenhados e R$ 216,9 milhões, liquidados. O percentual é maior do que o de 2019, quando o índice ficou em aproxidamente 58%.


A pergunta que não quer calar….

O colapso do sistema de saúde e o caos em Manaus farão com que os governantes e a população entendam a gravidade da situação que ainda enfrentamos por causa da pandemia da covid-19?


Mandou bem

Pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) descobriram tratamento com potencial para ser usado contra a covid-19. Os resultados foram promissores.


Mandou mal

O governo federal não conseguiu dar uma resposta, à altura, a crise instalada em Manaus, com o aumento de casos da covid-19 e a falta de oxigênio nos hospitais.


Enquanto isso...
Na sala de Justiça

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) alcançou a marca de 2 milhões de processos digitalizados. A iniciativa, na avaliação do presidente da Corte, Romeu Gonzaga Neiva, representa uma aproximação do Judiciário com a população e universaliza o acesso à Justiça.


Só papos

“Por ser um equipamento que evoca tema religioso, surgem questionamentos baseados em interpretações apressadas (...) Antes de tudo, o projeto nasce dentro dos padrões museológicos mais rigorosos. Não se está pretendendo erguer um templo de fé e de orações.”

Bartolomeu Rodrigues, secretário de cultura do DF


“A cidade precisa de vacina, EPIs , medicamentos, conclusão do Hospital de Ceilândia, reforma de escolas e obras de infraestrutura como a do Sol Nascente. Esse museu é uma corrupção de prioridades!”

Leandro Grass (Rede), deputado distrital

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE