COVID-19

Hora de vacinar: às 13h desta segunda começa a imunização para quem tem mais de 80 anos

Hoje, às 13h, começa a imunização contra a covid-19 para idosos com mais de 80 anos. Interlocutores da Secretaria de Saúde anteciparam ao Correio que a pasta instalará 10 postos de atendimento drive-thru, a partir de amanhã (2/2)

Samara Schwingel
postado em 01/02/2021 06:00 / atualizado em 01/02/2021 13:17
 (crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
(crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

“É uma esperança de melhora para todos nós”, diz Tercília Martins, 90 anos, moradora do Guará 2. Ela é uma das mais de 42 mil pessoas com mais de 80 anos que moram no Distrito Federal e poderão se vacinar contra a covid-19 a partir das 13h de hoje. A Secretaria de Saúde (SES-DF) criou 36 pontos para aplicação dos imunizantes, sendo 30 unidades básicas de saúde (UBSs) e seis locais como ginásios ou escolas (leia Pontos de vacinação).

A partir de segunda (1/2), também haverá atendimento por meio de drive-thru em 10 pontos do DF (Leia Pontos de drive thru). Os locais de seis deles foram definidos no domingo (31/1): Parque da Cidade, Pontão do Lago Sul, Águas Claras, Sobradinho 1, Sobradinho 2, e Planaltina. Os outros quatro foram anunciados no fim da manhã desta segunda (1/2).

Os idosos estão ansiosos para receber a vacina, mas mesmo após a imunização, deverão manter os que cuidados sanitários, pois a pandemia não acabou. “Eu estava muito ansiosa para que a vacina chegasse logo”, conta Tercília. Com a ajuda da neta, Bárbara Martins, 22, ela irá a um dos postos de atendimento na tarde de hoje. Para Tercília, que não sai de casa desde o início da crise sanitária, as doses são essenciais para combater o novo coronavírus. “É um passo para que possamos viver mais tranquilos, com um pouco mais segurança ou, pelo menos, com menos perigo”, opina.

Ivo de Meira Lima, 93, está animado para receber a vacina. Morador da Asa Norte, ela afirma que mal pode esperar para tomar a primeira dose e que respeitará todas as orientações de segurança ao sair de casa para ir a uma UBS. “A única certeza que tenho, neste momento, é de que quero me imunizar. E quero logo”, ressalta. “Não saio de casa desde março. Para mim, a saúde é coisa muito valiosa e, mesmo depois de vacinado, vou continuar me cuidando. Nunca sabemos como o futuro será”, completa Ivo.

Apesar da empolgação, a infectologista Valéria Paes, da Sociedade de Infectologia do Distrito Federal, reforça que é preciso ter cuidado durante o processo, pois pessoas com mais de 80 anos fazem parte do grupo de risco da covid-19. Profissionais de saúde envolvidos na vacinação, a SES-DF, os acompanhantes e os próprios idosos devem ficar atentos. “É preciso ter uma preparação por parte dos serviços que vão receber esse público, com organização e velocidade no atendimento, além de preparo, para que os casos suspeitos da covid-19 não cruzem com essas pessoas”, ressalta Valéria.

Para amigos e familiares que acompanharem os idosos durante o atendimento, a recomendação é que continuem a seguir todas as orientações de combate ao novo coronavírus: “Vá de máscara, mantenha o distanciamento social e higienize as mãos frequentemente”, completa a médica, que considera possível executar o processo de vacinação com segurança e eficácia. “Tendo a colaboração das partes envolvidas, temos tudo para realizar uma campanha segura para esse público”, completa a infectologista.

Aglomeração
Santa Terezinha de Nevez, 85, moradora da Octogonal, pretende receber hoje a primeira dose do imunizante contra a covid-19. A idosa não vai a lugares públicos desde que a pandemia começou e diz estar ansiosa para ser vacinada. “Por causa da idade, vou tomar todos os cuidados, mesmo após a vacina”, reforça. Os hábitos de higiene ao chegar em casa permanecerão os mesmos, inclusive com a separação de roupas usadas na rua. “Só sei que estou muito animada com a vacina”, comemora Santa Terezinha.

Ontem, a Central do Idoso, uma parceria do Ministério Público do Distrito (MPDFT), da Defensoria pública do DF  e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) pediram à Secretaria de Saúde que amplie os pontos de atendimento e que informe as medidas tomadas para evitar aglomeração nesses locais. A pasta informou ao Correio que todas as UBSs da lista contam com fluxo de atendimento ajustado para evitar superlotação. Além disso, comunicou que haverá espaço de 1,5 metro entre os idosos, que serão organizados pelos servidores das unidades.

A secretaria acrescentou que não faltarão doses e que todas as pessoas com mais de 80 anos serão vacinadas ao longo dos próximos dias. A pasta aguarda, ainda, o recebimento de mais unidades de imunizantes, entre amanhã e quarta-feira, para ampliar a vacinação.

A infectologista Joana D’Arc Gonçalves lembra que o fato de a mortalidade entre pessoas com mais de 80 anos ser mais alta torna a vacina essencial para o combate à pandemia. Dos mais de 4,2 mil idosos contaminados, 1.170 não resistiram à covid-19. “É um grupo extremamente vulnerável e que precisa, sim, ser imunizado o quanto antes. Porém, sempre tomando os cuidados e lembrando que não há necessidade de se aglomerar para receber a dose”, observa Joana.

A médica salienta que, mesmo após a vacinação, os idosos e toda a população deverão continuar seguindo as medidas de segurança sanitária. “O vírus ainda circula, e as vacinas disponíveis só têm eficácia após a segunda dose. Este é um momento crítico, durante o qual precisamos continuar nos protegendo. Não podemos relaxar. Ainda estamos longe de atingir a imunidade coletiva”, alerta.

Tira-dúvidas

Quem pode se vacinar?
• Pessoas com 80 anos completos ou mais. Quem ainda tem 79 anos não poderá receber a dose neste momento e deve aguardar a ampliação da vacinação.

Onde posso me vacinar?
• Em qualquer um dos postos listados (leia Pontos de vacinação), a partir das 13h. De amanhã em diante, o horário de atendimento será das 8h às 17h, sem intervalo durante o almoço, e de segunda a sexta-feira.

O que preciso levar?
• Documento com foto e, de preferência, com número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) no mesmo registro. Se não tiver, leve os dois. Não é necessário preencher nenhum cadastro prévio.

Posso agendar a vacinação?
• Sim. Mas apenas os idosos acamados ou com dificuldade de locomoção. A Secretaria de Saúde reativou a central Telecovid, que entra no ar nesta terça (2/2). Os numeros são: 193, 190 e 199. 


Haverá pontos drive-thru?
• Sim. Porém, só a partir de amanhã e, inicialmente, em dois pontos: Pontão do Lago Sul e no Parque da Cidade. Ao longo dos dias, mais regiões poderão contar com esse serviço.

E se eu não conseguir ir hoje?
• Não tem problema. A vacinação de pessoas com mais de 80 anos não tem data para acabar.

Qual vacina vou receber?
• Atualmente, o DF conta com dois tipos de imunizantes: a CoronaVac, vacina chinesa produzida pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan (SP), e a Covishield, do laboratório sueco-britânico AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). As duas são distribuídas nas unidades de saúde, sem distinção.

E quem não pode se deslocar até o ponto de atendimento?
• Os casos mais graves estão sendo atendidos em casa. Idosos acamados cadastrados junto ao Núcleo de Atenção Domiciliar (Nrad) da Secretaria de Saúde serão visitados pelas equipes de saúde que os acompanham regularmente. Caso alguém acima de 80 anos esteja impossibilitado de sair de casa por motivos de saúde e não esteja cadastrado nesse sistema, é preciso que um responsável vá até o ponto de vacinação mais próximo e informe aos servidores que tem um idoso em casa que não pode se deslocar até o posto. As equipes anotarão o contato do responsável e, apenas neste caso, agendarão a vacinação em domicílio. Outra opção é ligar no Telecovid (193, 190 ou 199) e agendar a vacinação domiciliar. 

Quando tomo a segunda dose?
• Após a primeira, os idosos receberão um cartão com a marca da vacina que tomaram e a data de aplicação da segunda dose. A pessoa deve retornar ao posto na data marcada.

Já tive covid-19. Posso me vacinar?
• Sim. Não há restrições da Secretaria de Saúde do DF para pacientes que tiveram covid-19.

Profissionais
convocados

A Secretaria de Saúde vai recrutar funcionários da pasta interessados em trabalhar como voluntários no processo de aplicação das vacinas contra a covid-19. Para se inscrever, basta acessar bit.ly/3cAmJPY. Em caso de dúvida sobre o treinamento, os interessados podem enviar e-mail para vacinacaosesdf@gmail.com. A inscrição está aberta para médicos, enfermeiros, especialistas em saúde, cirurgiões dentistas, além de técnicos administrativos, em enfermagem ou de contabilidade e auxiliares de saúde. A participação vale apenas para servidores ativos e, para participar, é necessário informar lotação, cargo, contato e disponibilidade. O prazo para se cadastrar termina na quinta-feira. Os inscritos receberão certificado.


Balanço de casos

Entre sábado e domingo, o Distrito Federal teve confirmação de mais 538 casos de covid-19 e nove mortes provocadas pela doença. Até as 17h de ontem, o novo coronavírus havia infectado 277.110 pessoas no DF e deixado 4.554 vítimas. Os dados são da Secretaria de Saúde. Ontem, a média móvel de casos ficou em 990 — quantidade 16,7% maior que no domingo anterior, e a de mortes, em 11,14 (18,2% a mais). Até as 20h da última sexta-feira, 44.315 pessoas haviam sido vacinadas na capital federal. Os números serão atualizados hoje.

O samba agradece

A vacinação do sambista Nelson Sargento, no Rio de Janeiro, emocionou o país da música, assim como deve acontecer em Brasília, com a imunização de uma das figuras mais ilustres do samba candango, o cantor e compositor Carlos Elias (foto). Amigo de Cartola e de Nelson Cavaquinho, entre outros, Carlos Elias, 86, estava otimista ao falar por telefone com a reportagem. “Vou me vacinar, sim. É nesta semana”, disse. João Carlos, 45, um dos filhos do artista, deve levá-lo amanhã para receber a primeira dose. “Primeiro, vamos pesquisar qual posto de vacinação está menos aglomerado. É um momento muito simbólico, faço questão de levar meu pai. A imunização é a única solução contra essa doença”, completou João.

Pontos de vacinação

Confira os 36 locais onde pessoas com mais de 80 anos poderão se vacinar contra a covid-19 no DF, a partir das 13h:

Asa Norte
UBS nº 2 Asa Norte, EQN 114/115, Área Especial

Asa Sul
UBS nº 1 Asa Sul, SGAS 612, Lotes 38/39, L2 Sul

Brazlândia
UBS nº 1 Brazlândia, EQ 6/8, Lote 3, Setor Norte

Candangolândia
UBS nº 1 Candangolândia, EQR 5/7, Área Especial 1

Ceilândia
UBS nº 5 Ceilândia, QNM 16, Módulo F, Ceilândia Norte
UBS nº 7 Ceilândia, EQNO 10, AE D/E, Setor O
UBS nº 16 Ceilândia, SHSN, Trecho 1, Etapa 1, Qd. 500, AE 2
UBS nº 17 Ceilândia, QNP 16/20, Setor P Sul

Cruzeiro
UBS nº 2, Setor Escolar, Lote 4, Cruzeiro Velho

Gama
UBS nº 1 Gama, Entrequadra 6/12, Área Especial, Setor Sul
UBS nº 3 Gama, E/Q 3/5, Área Especial, Setor Leste
UBS nº 5 Gama, Área Especial, Lote 38, Setor Central, Lado Leste

Guará
UBS nº 1 Guará, QE 6, Lote C, Área especial S/N, Guará 1
UBS nº 2 Guará, QE 23, Lote C, Área Especial S/N, Guará 2
UBS nº 3 Guará, QE 38, Área Especial S/N, Guará 2
UBS nº 4 Guará, QELC, EQ 2/3, Conjunto Lucio Costa

Itapoã
Quadra Poliesportiva do Itapoã (ao lado da UBS 2 Itapoã), Quadra 61, Área Especial Del Lago

Núcleo Bandeirante
UBS nº 1 Núcleo Bandeirante, 3ª Avenida, Área Especial nº 3

Lago Norte
UBS nº 1 Lago Norte, SHIN, QI 3, Área Especial

Lago Sul
Policlínica Lago Sul, Setor de Habitações Individuais Sul, QI 21

Paranoá
Quadra coberta ao lado da Administração Regional do Paranoá, Praça Central S/N, Lt. 1

Planaltina
Jardim de Infância Casa da Vivência Avenida, NS01, Área Especial 9, SRL Planaltina
UBS nº 5 Planaltina, Quadra 12 D, Conjunto A, Área Especial, Arapoanga

Riacho Fundo
UBS nº 1 Riacho Fundo 1, QN 9, Área Especial 11

Riacho Fundo 2
QC 1, Conjunto 10, Lote 1, Riacho Fundo 2
UBS nº 1 Riacho Fundo 2, QC 6, Conjunto 16, Área Especial, Lote 1
UBS nº 2 Riacho Fundo 2

Samambaia
UBS nº 2 Samambaia, QS 611, AE 2

Santa Maria
Colégio Paloma, QR 207/307, Conjunto T, Área Especial
UBS nº 2, Santa Maria, EQ 217/317, Área Especial, Lote E

São Sebastião
Caic Unesco, Quadra 5, Conjunto A, Área Especial, Centro

SCIA/Estrutural
UBS nº 1 Estrutural, AE 1, Setor Central

Sobradinho
UBS nº 1 Sobradinho, Quadra 14, Área Especial 22/23
UBS nº 2 Sobradinho

Sobradinho 2
Rodovia DF-420, Complexo de Saúde, Setor de Mansões ao lado da UPA de Sobradinho

Taguatinga
UBS nº 1 Taguatinga, QNG, AE 18/19
UBS nº 5 Taguatinga, Setor D Sul, AE 23

Pontos de drive-thru

Parque da Cidade

Pontão do Lago Sul

Águas Claras: Faculdade Unieuro

Planaltina (Arapoanga): UBS 5 Quadra 12 D, Conjunto A, Área Especial

Sobradinho I: UBS 1, Quadra 14, Área Especial 22/23

Sobradinho II: UBS 2, Rodovia DF-420, Complexo de Saúde, Setor de Mansões ao lado da UPA de Sobradinho

Guará: UBS 2, QE 23, lote C, Área Especial, s/n

Riacho Fundo 1: QN 9, Área Especial II

Ceilândia Norte: UBS 5, QNM 16, Módulo F

Jardim Botânico: Centro de Práticas Sustentáveis, DF-463, Avenida do Cerrado, Jardins Mangueiral

 

*Esta matéria foi atualizada às 9h13 com a informação sobre a quantidade de drive-thrus. Inicialmente, o GDF antecipou ao Correio que faria em dois pontos. Na noite de domingo (31/1), ampliou para seis. E, na manhã desta segunda (1/2), anunciou mais quatro. 

 

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE