Pandemia

Saúde busca identificar infectado pela cepa britânica no DF

Homem colheu amostra no Piauí, mas está cadastrado no SUS com endereço do DF. A pasta busca identificá-lo para realizar a vigilância epidemiológica

Samara Schwingel
postado em 18/02/2021 15:41 / atualizado em 18/02/2021 15:56
A circulação da cepa britânica no DF foi registrada no site da Fiocruz -
A circulação da cepa britânica no DF foi registrada no site da Fiocruz -

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal busca identificar o homem que teria testado positivo para a variante britânica da covid-19. Conforme adiantado pelo Correio e confirmado pelo secretário Osnei Okumoto, um homem colheu a amostra de genomas no Piauí, porém, como o endereço cadastrado no Sistema Único de Saúde é do DF, o resultado foi protocolado como sendo da capital federal.

"Buscamos saber se ele esteve aqui, se realmente mora aqui ou se mora no Piauí e ainda não atualizou os dados no SUS", disse Okumoto. 

Apesar disso, o secretário reforça que a pasta ainda não recebeu uma confirmação dos laboratórios de referência sobre a presença da variante inglesa no DF. “Nós acompanhamos todos os resultados de infecção pela covid-19, independente da cepa, e realizamos a vigilância epidemiológica”, disse o diretor de vigilância epidemiológica, Cássio Peterka.

Porém, há uma preocupação da pasta em relação a isso. “As novas variantes estão chegando no DF e isso preocupa”, disse Osnei Okumoto.

A declaração foi feita na tarde desta quinta-feira (18/2), durante a cerimônia de lançamento do serviço de agendamento da vacinação contra a covid-19.

Agendamento

Conforme adiantou o Correio, a Secretaria de Saúde lançou um programa de agendamento da vacina contra covid-19. Neste momento, apenas pessoas que vão receber a segunda dose entre 22 e 26 de fevereiro poderão agendar a hora e o local ode desejam receber a vacina. São 18.900 vagas somente para aplicação da segunda dose da CoronaVac. Quem utilizou a AstraZeneca ainda não deve tomar a segunda dose.

A ferramenta vai valer para todos os pontos de vacinação, nas unidades de drive-thru.

O agendamento já pode ser feito a partir desta quinta-feira (18/2). Para fazer o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de aplicação da primeira dose e qual laboratório da vacina que recebeu. Depois, será necessário imprimir o comprovante de agendamento e apresentá-lo na hora da vacinação.

A plataforma estará inserida no site da SES-DF e poderá ser acessada pelo link: vacina.saude.df.gov.br. Caso a experiência seja positiva, a pasta deve ampliar o programa para todos os grupos prioritários.

O agendamento será feito com um intervalo de meia hora entre os pacientes.

“É uma medida importa para evitar filas, aglomerações e dar maior comodidade para a pessoas que vão vacinar”, disse Okumoto.

Vacinação

A SES-DF espera receber, na próxima terça-feira (23/2), mais 100 mil doses de CoronaVac, vacina chinesa contra a covid-19. Caso o recebimento seja confirmado, a pasta deve ampliar a vacinação para pessoas de 75 a 78 anos, público com cerca de 20 mil pessoas residentes no DF.

Até o momento, a capital federal vacinou mais de 111 mil pessoas contra o novo coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE