Eixo capital

Ana Maria Campos
postado em 18/02/2021 21:16
 (crédito: Pablo Valadares/Camara dos Deputados)
(crédito: Pablo Valadares/Camara dos Deputados)

Discordâncias na bancada sobre prisão de deputado que xingou o STF

Na bancada do DF, três dos oito deputados federais já se manifestaram publicamente sobre a prisão em flagrante do colega Daniel Silveira (PSL-RJ) por defender o AI-5 e atacar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os deputados Érika Kokay (PT-DF) e Professor Israel Batista (PV-DF) são favoráveis à manutenção do ex-policial militar no xadrez. Paula Belmonte (Cidadania-DF) acha que houve uma ilegalidade no mandado de prisão em flagrante. “A democracia brasileira é a ditadura dos Deuses de capa preta”, escreveu no Twitter. Flávia Arruda (PL-DF), Celina Leão (PP-DF), Luís Miranda (DEM-DF) e Júlio César (Republicanos-DF) são do Centrão e devem seguir as diretrizes do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).


Sem polêmica

Muita gente questionou o silêncio da deputada Bia Kicis (PSL-DF) no episódio da prisão de seu colega de bancada deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) por ofensas graves a ministros do STF. Bia é sempre cheia de opiniões, costuma sair defesa de aliados nas redes sociais e se notabilizou como uma grande crítica ao Supremo Tribunal Federal. Cotada para assumir a presidência da CCJ da Câmara, Bia, dessa vez, optou por evitar a polêmica. Mas, ontem, a deputada publicou o posicionamento do jurista Ives Gandra sobre o assunto. Ele sustenta que os comentários de Daniel foram impróprios, mas ele estava exercendo o direito constitucional de liberdade de expressão. Bia Kicis se prepara para votar contra a manutenção da prisão.

 

Desembargador tem WhatsApp clonado

Golpistas fizeram mais uma vítima entre autoridades da capital federal. O desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) Roberval Belinati teve o WhatsApp clonado no fim da tarde de ontem. Com acesso à conta, os criminosos passaram a pedir dinheiro para contatos dele, inclusive para colegas do Tribunal. "Telefonaram para mim dizendo que era uma pesquisa do Ministério da Saúde sobre covid-19. Respondi. Pela seriedade da conversa, acreditei. No fim, me pediram um código encaminhado por SMS para confirmar", conta. Ele registrou ocorrência.

 

Canabidiol para aliviar dores
de animais

A maconha medicinal também pode ajudar no tratamento de doenças e dores crônicas de animais. Os medicamentos à base de Cannabis Sativa já vêm sendo prescritos e administrados com sucesso em bichinhos, mas sem uma regulamentação. Um projeto de lei, de autoria do deputado Bacelar (Pode-BA), protocolado na semana passada, preenche essa lacuna. O texto foi elaborado com auxílio técnico e jurídico do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Se for aprovada, a nova lei poderá incentivar mais estudos e pesquisas que comprovem a eficácia e eficiência do produto em animais, como já ocorre com humanos.“Nossa contribuição foi no sentido de orientar a redação, a fim de que a futura lei possa resguardar a saúde dos animais e dar segurança aos profissionais”, afirma o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida. Medicamentos derivados de canabidiol em animais de estimação podem ampliar tratamentos de doenças neurológicas, a exemplo da epilepsia, e atenuar a dor, entre outras indicações. Detalhe: Não há risco de deixar o bichinho chapado. Embora seja da mesma família de plantas que a maconha, o canabidiol não tem propriedades psicoativas e não é intoxicante.

 

A pergunta que
não quer calar….

Por que o STF não é tão rigoroso com políticos envolvidos em corrupção e até crimes contra a vida como está sendo com o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ)?

 

Siga o dinheiro

R$ 336 milhões

É quanto o GDF gastaria para imunizar, com duas doses de CoronaVac, toda a população do DF, considerando que cada aplicação da vacina da Sinovac Biotech custe 10,30 dólares. Se for da Oxford, o custo seria de R$ 103 milhões, numa conta em que o imunizante saia por 3,16 dólares a dose.

 

Na pauta

A votação da ampliação do prazo do Refis deve ser votada pela Câmara Legislativa na próxima terça-feira. Pelo menos, é o que prevê o acordo dos líderes na Casa.

 

Só papos


“Dentre outros fatores, amanhã (hoje) votarei pela libertação do deputado Daniel Silveira em nome das garantias da imunidade parlamentar, liberdade de expressão, devido processo legal, ampla defesa e contraditório”

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

 

“Não é de hoje que tenho sustentado que o ataque à democracia por parte dos extremistas de direita é sistemático, contundente e perigoso. É protagonizado por gente com mandato e influência em parcelas da opinião pública. O STF fez o que há muito tempo deveria ter feito. Já basta!”

Professor Israel Batista (PV-DF)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE