Pandemia

Rede pública do DF tem apenas um leito adulto disponível para covid-19

De acordo com a Sala de Situação da Secretaria de Saúde, há dois leitos de UTI pediátricos e um adulto disponível para o tratamento da covid-19. Outros 11 estão bloqueados aguardando liberação

Samara Schwingel
postado em 26/02/2021 16:21 / atualizado em 26/02/2021 16:52
 (crédito: Breno Esaki/Agencia Saude)
(crédito: Breno Esaki/Agencia Saude)

A rede pública de saúde do Distrito Federal atingiu, nesta sexta-feira (26/2), 98,22% de ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) voltadas ao tratamento da covid-19. De acordo com os dados da Sala de Situação da Secretaria de Saúde, apenas um leito adulto está disponível, além de dois pediátricos. 

Outros 11 leitos estão bloqueados aguardando liberação. No total, são 180 leitos, sendo que 166 estão ocupados. A reportagem procurou a secretaria para falar sobre a situação e aguarda retorno.

Nesta quinta-feira (25/2), o DF registrou um aumento de 60,7% nos casos de covid-19. Mais tarde, o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou o toque de recolher na capital federal. 

Rede particular 

Na rede particular, a ocupação é de 86,19%. Dos 216 leitos disponíveis, 183 estão com pacientes e quatro bloqueados.

Na manhã desta sexta-feira (26/2), em visita ao Hospital Regional de Samambaia (Hrsam) e à obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia, o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou a ativação de mais 60 leitos destinado aos pacientes infectados pelo novo coronavírus. A ação faz parte de uma mobilização para conter o avanço do vírus na capital.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE