Acessibilidade

Cras otimiza atendimento após sistema de agendamentos on-line

No centro de assistência social, as famílias carentes do DF podem se inscrever no Cadastro Único ou no Bolsa Família e ter acesso a uma série de benefícios

Correio Braziliense
postado em 04/03/2021 00:19
 (crédito: Divulgação/Agência Brasília)
(crédito: Divulgação/Agência Brasília)

Após dez meses em funcionamento remoto, os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) retomaram as atividades no primeiro dia útil do ano. No entanto, para a segurança dos servidores e dos usuários, o atendimento está sendo feito com hora marcada e cada assistente recebe um beneficiário por vez em uma sala equipada com proteção de acrílico entre o atendente e o usuário.

O agendamento foi implantado ainda na segunda quinzena de dezembro de 2020. Em janeiro deste ano, as 27 unidades do Cras no DF atenderam 15 mil pessoas, quase mil atendimentos a mais em comparação com o mesmo período de 2020. Em relação a 2019, foram quase duas mil pessoas a mais recebidas no Cras, onde as famílias carentes do DF se inscrevem no Cadastro Único ou no Bolsa Família e têm acesso a uma série de benefícios.

A redução das filas pode ser explicada pelo novo modelo de atendimento com agendamento e o prolongamento dos horários de atendimentos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

Quem busca um benefício assistencial do governo, deve encaminhar a demanda por meio do site da Sedes ou pelo telefone 156, na opção 1. No sistema, ficam registrados as características familiares e o histórico do usuário. A equipe retorna a ligação em aproximadamente uma semana agendando o horário do atendimento no prazo de 40 a 45 dias. A Sedes pretende disponibilizar novas vagas até o dia 30 deste mês.

*Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE