animais

CLDF aprova projeto que proíbe tatuagens e piercings em animais

A proposta de autoria do deputado Daniel Donizet (PL) foi aprovada com 18 votos favoráveis e ainda precisa ser analisada em segundo turno

Correio Braziliense
postado em 25/03/2021 11:11
Quem descumprir a norma pode pagar multa de cinco salários-mínimos  -  (crédito: FABIO RODRIGUES-POZZEBOM/ABR        )
Quem descumprir a norma pode pagar multa de cinco salários-mínimos - (crédito: FABIO RODRIGUES-POZZEBOM/ABR )

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, nesta quarta-feira (25/3), projeto que proíbe a realização de tatuagens e piercings em animais, com fins estéticos. O texto é de autoria do deputado distrital Daniel Donizet (PL) e foi aprovado em primeiro turno, com 18 votos favoráveis, mas ainda precisa ser analisado em segundo turno.

De acordo com a proposta, quem descumprir estará sujeito a multa de cinco salários-mínimos, por cada tatuagem ou piercing, "sem prejuízo das demais sanções penais, cíveis e administrativas do estabelecimento e seus responsáveis legais". Em caso de reincidência, os valores da multa serão aplicados em dobro.

O parlamentar argumenta que "infringir dor e sofrimento a um animal é uma prática cruel, proibida pela nossa Carta Magna, e que pode levar à prisão os infratores, de acordo com o art. 32 da Lei 9.605, de 1998 – Lei de Crimes Ambientais".

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE