Eixo capital

alexandre de paula alexandresouza.df@dabr.com.br

Correio Braziliense
postado em 06/04/2021 21:07

Pressão continua
Com o envio lento de vacinas pelo Ministério da Saúde e a demanda alta na capital, a pressão de diversas categorias para inclusão nas prioridades continua. Os pedidos para que outros grupos sejam atendidos chegam o tempo todo ao Executivo local, que, sem aumento na quantidade de doses, terá dificuldades para atender a todos. A compra direta de imunizantes não está no horizonte prático de nenhuma unidade da Federação, diante das condições atuais. Para contornar o problema, o GDF terá de convencer o Ministério da Saúde a disponibilizar mais doses.

 

Reviravolta
O ex-secretário de saúde Francisco Araújo conseguiu uma vitória importante com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de que a 5ª Vara Criminal de Brasília não tem competência para julgar processos da Falso Negativo. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) tinha julgado pedido similar e tomado decisão contrária à do STJ. Agora, todas as provas podem até ser anuladas, a depender da avaliação da Justiça Federal.

 

Dificuldades
Auditoria da Controladoria Geral do DF apontou que aspectos do Plano Plurianual até 2022 não estão sendo plenamente cumpridos. O PPA define estratégias a médio e longo prazo para o orçamento. Entre as razões destacadas pelo órgão para as dificuldades na execução está a crise provocada pela pandemia, que impôs mudanças bruscas e ágeis para ajustar as contas locais.

 

De olho no local
A ministra-chefe da secretaria de Governo, Flávia Arruda, dedicou parte do discurso de posse ontem ao Distrito Federal. “Eu nasci em Brasília e trago comigo essa marca de ter sido criada numa cidade que é uma síntese do Brasil. Aqui tem pessoas de todos os lugares, de todas as crenças, de todas as culturas. Foi caminhando pelas ruas dessa cidade, que pude ver de perto o sofrimento das famílias. E isso me toca profundamente”, disse. O aceno mostra que a deputada licenciada não esqueceu que o eleitorado dela está aqui.

 

Alternativa brasiliense
Um novo aplicativo de mobilidade começou a operar na capital federal nos últimos dias. Criado por Rafael Alves, um brasiliense de 36 anos, o PAP, abreviação de Ponto a Ponto, competirá com gigantes como a Uber. Para se diferenciar, o serviço oferece opções de transporte por helicóptero e até para navegações no Lago Paranoá.

 

Serviço
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) lança hoje uma nova versão do Geoportal. O sistema possibilita acompanhamento da gestão urbana do DF e oferece informações à população sobre locais e uso dos espaços. As mudanças feitas na ferramenta possibilitam acesso mais ágil ao mecanismo, disponível pelo endereço www.geoportal. seduh.df.gov.br/geoportal.

 

Só Papos

“É claro que a escola oferece essa questão, mas existem outras formas de socializar. A própria família, clubes, bibliotecas e até mesmo a igreja, por que não?”
Milton Ribeiro, ministro da Educação


“Será que não teria algo mais urgente para o MEC se preocupar que o homeschooling? Falta noção de realidade!”
Tábata Amaral (PDT-SP), deputada federal

 

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE