INFLUENZA

Vacinados da covid devem esperar 14 dias para receber imunizante contra a gripe

23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa na segunda (12/4). No DF, 1.117.656 pessoas, entre idosos, professores, profissionais da saúde, dentre outros, fazem parte do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe

Correio Braziliense
postado em 08/04/2021 06:00 / atualizado em 08/04/2021 14:20

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa na próxima segunda e termina em 9 de julho em todo o Brasil. A estimativa da Secretaria de Saúde do Distrito Federal é vacinar 90% das pessoas pertencentes ao público-alvo. No entanto, é preciso atenção às datas no cartão de vacinação, porque quem tomou a vacina contra a covid-19, deve esperar 14 dias para receber a dose de combate à gripe. Essa é uma das principais orientações dos técnicos da Saúde, tendo em vista que as duas campanhas ocorrem no mesmo período.

No DF, 1.117.656 pessoas, entre idosos, professores, profissionais da saúde, dentre outros, fazem parte do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe. De acordo com a Secretaria de Saúde, a imunização permitirá, ao longo do ano, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da influenza, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19.

Importância

Daniel Amaro, professor do Centro Universitário de Brasília (Ceub) e especialista em imunologia e vacinação, explica a importância da vacinação. “Como os vírus estão em constante mudança, a proteção que uma dose oferece reduz com o tempo. Sabendo disso, os pesquisadores atualizam as vacinas anualmente, sempre buscando uma maior eficácia”, disse. Ainda que não previnam diretamente contra a covid-19, o especialista ressalta que as vacinas reduzem a pressão sobre o sistema de saúde em relação às doenças gripais. “Com menos hospitalizações, conservamos recursos médicos importantes, que se encontram em escassez, para o cuidado a pessoas com covid-19”, pondera.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE