Capital S/A

Samanta Sallum
postado em 08/04/2021 23:29
 (crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press - 30/1/18 )
(crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press - 30/1/18 )

"Quem quiser conservar um enxame de abelhas num curso desejável se dará melhor cuidando das flores no campo, não adestrando cada abelha."
Zygmunt Bauman


Hotéis em situação de emergência

Os empresários do setor hoteleiro no DF se reuniriam ontem com o governador Ibaneis Rocha e apresentaram uma série de pleitos para amenizar os prejuízos causados pela pandemia. Os hotéis da cidade tiveram de fechar as portas durante o período de pico da infecção, devido ao alto índice de cancelamento das reservas, que trouxe queda de mais de 90% da taxa de ocupação.


Redução de impostos

Para evitar a falência dos hotéis e a demissão em massa de seus colaboradores, o setor pediu as seguintes medidas:

» Redução da alíquota de IPTU de 1,00% para 0,30% por pelo menos 2 anos, já a partir do exercício de 2021;

» Redução de ISS de 5,00% para o patamar de 2,00%, como já ocorre em outros estados;

» A retomada por parte do GDF da coleta de lixo do setor hoteleiro, diminuindo, assim, esse custo para o segmento. Mas pagará a de TLP para essa finalidade.


Concorrência

Os empresários ainda apontaram que a situação se agrava com a concorrência do Airbnb, que não sofre encargos. Participaram da reunião 10 empresários e representantes da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-DF). O governador Ibaneis, com o secretário de Economia, André Clemente, ficou de avaliar os pleitos para dar uma resposta nos próximos dias.


Epidemia do desemprego

Cresce a revolta do setor produtivo em relação a alguns integrantes do Judiciário que concedem liminares para o retorno do lockdown no DF. Os empresários reforçam que a competência para definir isso é do Poder Executivo, no caso local, do GDF. Para eles, com a queda da média móvel de mortes e da taxa de contaminação para 0,86 na capital, não haveria fundamento para fechar novamente o comércio. O setor está confiante de que o governador Ibaneis Rocha vai conseguir novamente reverter a situação. E que essa medida será necessária para impedir a “epidemia do desemprego” no DF, que também gera vulnerabilidade da saúde da população.


Safra Invest chega a Brasília

O banco Safra credenciou, por meio do Safra Invest, a Nexco Investimentos como seu primeiro escritório em Brasília. A assessoria dedicada aos agentes autônomos de investimentos segue em forte ampliação desde o ingresso do Banco Safra no segmento, em maio de 2020.


Clientes de alta renda

“Recebemos o convite do Safra Invest para assumirmos a missão de sermos o primeiro escritório credenciado deles no Distrito Federal e o segundo do Centro-Oeste. O convite surgiu por termos o perfil que o Safra buscava para fortalecer ainda mais o atendimento de excelência para o público de alta renda”, comenta o sócio e CEO da Nexco, Lucas Teles. O Safra está no mercado há 175 anos.


O sabor do Céu de Brasília em cafés especiais

As cores do céu do cerrado unidas aos grãos de café orgânico produzidos aqui no nosso quadrado. Dessa mistura de artes visuais, sabores e afetos, nasce o Céu de Brasília, primeiro café da série Arte da Mokado Lab de Cafés. Ele será lançado em21 de abrilpara homenagear o aniversário da cidade. A embalagem comemorativa é do artista Renato Moll; e os grãos, do produtor Adherbal Jotta,que faz a torrefação no Guará. A edição de estreia é limitada — apenas 300 unidades —, e a pré-venda já está no ar, pelo site www.mokado.com.br, a R$ 56, cada.


Terceira onda

Brasília aderiu com força ao que se chama, mundialmente, de a terceira onda do café. Houve uma eclosão de cafeterias. A capital está entre as três cidades no Brasil com maior número de negócios relacionados a cafés especiais. Essa “onda” valoriza a origem do grão, consequentemente os pequenos produtores, e considera a produção local e sustentável. Como exemplo, temos o café do Jotta, que é orgânico e produzido no DF. São quase 60 estabelecimentos nessa onda, a maioria surgida nos últimos 3 anos, entre eles o Ernesto Café, Marilda, The Coffee Hut e o Salve.

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE