INFLUENZA

Mais de 54,5 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe no DF

Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza segue até 9 de julho. Neste primeiro momento, estão sendo imunizados crianças, gestantes, puérperas, indígenas e trabalhadores de saúde. A vacinação para os idosos começa em 11 de maio

Cibele Moreira
postado em 28/04/2021 06:00
Distrito Federal já recebeu três remessas da vacina contra influenza, totalizando 275.600 doses -  (crédito: Vinicius Cardoso Vieira/Esp. CB/D.A Press)
Distrito Federal já recebeu três remessas da vacina contra influenza, totalizando 275.600 doses - (crédito: Vinicius Cardoso Vieira/Esp. CB/D.A Press)

Entre 12 e 23 de abril, 54.546 pessoas foram imunizadas contra a gripe no Distrito Federal. Neste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza ocorre em três fases, com a priorização dos grupos de gestantes, puérperas (quem deu à luz recentemente), crianças a partir de seis meses até seis anos, indígenas e trabalhadores da saúde. Os idosos, que costumam ser os primeiros a receber a dose, por conta da vacinação contra a covid-19, compõem a segunda etapa de imunização, que se inicia em 11 de maio.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde, até o momento, as puérperas e gestantes apresentam as maiores coberturas vacinais — ambas com 15,4% do total esperado. Apenas 14,2% das crianças foram imunizadas em 2021 e 12,6% dos profissionais da saúde receberam a dose do imunizante. Além desses grupos, 552 idosos se adiantaram e tomaram a vacina contra influenza.

Na segunda fase da campanha, também serão contemplados os professores de escolas públicas e privadas. O período para procurar um posto de vacinação é de 11 de maio até 8 de junho. A terceira etapa contempla as pessoas com deficiência permanente, com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, funcionários do sistema prisional e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. Para este grupo, a imunização inicia em 9 de junho e segue até 9 de julho.

Importância

Ao todo, cerca de 1,1 milhão de pessoas no Distrito Federal estão aptas a receber a vacina contra a influenza. A expectativa da Secretaria de Saúde é vacinar, ao menos, 90% do público esperado. O epidemiologista e professor da Universidade de Brasília (UnB) Walter Ramalho destaca a importância da imunização contra a gripe, principalmente neste período de pandemia da covid-19. “Sabemos que alguns sintomas da gripe são muito parecidos com o do novo coronavírus. Com a vacinação da influenza, vamos minimizar os efeitos do diagnóstico errado pela covid e diminuir a ida aos hospitais”, ressalta.

Neste período de outono e inverno, a incidência de resfriados e gripe na população em geral é alta — principalmente pela troca brusca de temperatura. Por esse fator, o especialista afirma que todos os mecanismos de prevenção devem ser utilizados. “Essas viroses costumam ser rápidas e agudas, ou seja, com sintomas mais agressivos e por um curto período de tempo. A vacina vai atuar justamente para coibir os casos graves, como, por exemplo, as pneumonias que ocorrem após a infecção da gripe, especialmente nas pessoas com idade mais elevada”, explica o epidemiologista.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o Distrito Federal já recebeu três remessas da vacina contra influenza, totalizando 275.600 doses. O fluxo de chegada dos imunizantes tem ocorrido aos poucos com a liberação do Ministério da Saúde. A vacina garante proteção contra os vírus Influenza A, H1N1, H3N2 e Influenza B.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE