Pandemia

Covid-19: rede pública do DF está com 90,8% de ocupação dos leitos de UTI

Segundo a Secretaria de Saúde, são 43 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) vagos nos hospitais públicos. Lista de espera tem 40 pacientes com a doença

Pedro Marra
postado em 01/05/2021 12:17
 (crédito: Breno Esaki)
(crédito: Breno Esaki)

A rede pública do Distrito Federal está com 90,8% de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF), do total de 481 unidades, 428 estão preenchidas por pessoas com a doença. Os dados foram divulgados às 10h25 deste sábado (1º/5).

Em todos os hospitais públicos, 43 leitos de UTI estão vagos, sendo oito neonatais, três pediátricos e 32 do tipo adulto. Nove leitos estão para serem liberados e apenas um está bloqueado. De acordo com a SES-DF, na rede privada, a taxa de ocupação de leito de UTI adulto está em 92,35%.

São 28 leitos disponíveis e 327 ocupados por pacientes adultos e pediátricos entre todos os 395. Nos hospitais particulares, 40 estão bloqueados. O levantamento foi atualizado às 7h55 deste sábado.

Fila de espera por leito de UTI

Segundo o portal InfoSaúde, a lista de espera por leitos de UTI em hospitais públicos está com 147 pacientes, sendo 46 com suspeita ou confirmação de covid-19. A divulgação foi feita às 11h45 deste sábado no site.

Sete pacientes foram transferidos entre UTIs e 26 foram direcionados a um leito para se tratar da doença. O maior número de pacientes na fila, quatro, tem 56 anos. Depois vêm três pessoas de 63 anos e três de 40 à espera de uma UTI de covid-19.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE