Pandemia

Resumo do Dia: Acompanhe o andamento da covid-19 no DF

Chegada de mais vacinas, agendamento para pessoas com comorbidades e previsão de inaugurar hospital de campanha esta semana são algumas das notícias

Correio Braziliense
postado em 03/05/2021 21:33
O DF recebeu nova leva de imunizantes nesta segunda-feira (3/5) -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
O DF recebeu nova leva de imunizantes nesta segunda-feira (3/5) - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Agendamento - O agendamento para pessoas com comorbidades terem acesso à vacina contra a covid-19 começou às 9h: a secretaria de Saúde abriu 10 mil vagas para pessoas com síndrome de Down, com deficiência cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), pacientes que fazem hemodiálise e gestantes com comorbidade. Imunossuprimidos também puderam agendar a vacinação nesta segunda (3/5) depois que a secretaria adicionou o grupo à prioridade da vacinação de pessoas com comorbidades, já que a procura para o agendamento estava abaixo do esperado.

Hospitais - A ocupação de leitos de UTI pediátricos chegou 100% nesta segunda (3/5) e a lotação total, considerando também as vagas para adultos e recém-nascidos, era de 92,39% pela manhã. O Hospital de Campanha do Gama começa a funcionar na sexta-feira (7/5). Segundo o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, a unidade está toda equipada e com pessoal contratado.

Vacina - Profissionais da vacinação contam histórias de alívio e felicidade: veja os
relatos de gratidão de quem recebeu a vacina, motivo de esperança em meio à pandemia. No DF, as vacinas da Pfizer serão totalmente destinadas para pessoas com comorbidades. No total, o DF vai receber 5,8 mil doses do imunizante norte-americano. Um total de 81,5 mil doses de AstraZeneca chegaram ao DF nesta segunda. As cerca de 5 mil doses da Pfizer/BioNTech são esperadas para a noite de segunda. Apenas 15,84% das pessoas com 60 e 61 anos se vacinaram no fim de semana: 8 mil das 50,5 mil pessoas da faixa etária buscaram os postos para receber a vacina contra o coronavírus.

Casos -média móvel de mortes no DF caiu pela metade nesta segunda (3/5): a redução foi de 48%, de acordo com o cálculo que analisa a tendência da doença. Para as infecções, a queda foi de 12,3% em relação ao número de 14 dias atrás.


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE