pandemia

Ocupação de leitos de UTI covid-19 é de 91,15% nesta quinta (27/5)

Ao todo, há 23 vagas nos hospitais públicos para tratamento intensivo de pacientes mais graves

Jéssica Moura
postado em 27/05/2021 07:38
 (crédito: Breno Esaki)
(crédito: Breno Esaki)

A lotação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender os pacientes mais agraves acometidos pela covid-19 diminuiu nesta quinta-feira (27/5), em relação aos dias anteriores. No entanto, a taxa segue elevada: está em 91,15%, segundo informa o painel InfoSaúde. Desse modo, restam 23 vagas nos hospitais públicos.

Dessas, 15 são para os adultos. Com isso, a taxa de ocupação dos leitos para este público, mais acometido pela doença, segue alta: 96,69% deles estão cheios. Em relação aos leitos pediátricos, a lotação diminuiu: 30% estão ocupados. Quanto aos neonatais, todos estão livres.

Lista de espera

O tamanho da lista de espera também teve uma redução: nesta quinta, havia 17 pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus esperando por uma vaga de tratamento intensivo.

Hospitais privados

Os dois leitos de UTI destinados a crianças na rede privada continuam ocupados. No caso dos leitos adultos, a taxa de lotação é de 88%. Com isso, restam 30 vagas para esse público. Ao todo, 312 leitos foram mobilizados na rede privada. Desses, 222 estão cheios.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE