INFRAESTRUTURA

Viadutos vão ligar Paranoá e Itapoã

Orçado em R$ 33 milhões, projeto de construção prevê conexão das duas regiões administrativas e tem previsão para ficar pronto daqui a um ano. Obras ficarão sob responsabilidade de consórcio formado por duas empresas privadas

» PEDRO MARRA
postado em 29/09/2021 23:55
 (crédito: Renato Alves/Agência Brasília)
(crédito: Renato Alves/Agência Brasília)

O Executivo local iniciou, ontem, os trabalhos para construção da estrutura viária que ligará o Paranoá e o Itapoã. O governador Ibaneis Rocha (MDB) participou do evento de lançamento das obras, no entroncamento da DF-001 com a DF-015. Nesse ponto, serão erguidos dois viadutos, com alças de acesso compostas por novas faixas de rolamento, acostamento, ciclovias, ciclofaixas e barreiras de contenção de concreto. O projeto está orçado em R$ 33 milhões, e a entrega, prevista para daqui a um ano.

A estrutura terá 17,1 metros de largura, por 82 de extensão. A contratação da empresa responsável pelas obras ficou a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF). No entanto, a autarquia não deu mais detalhes sobre os viadutos. “Esses detalhes serão definidos durante a elaboração dos projetos geométrico e geotécnico”, informou, em nota. Além disso, haverá adequação das rodovias e sinalizações, bem como sinalização do pavimento existente na área próxima. Atualmente, o acesso às regiões se dá por meio do Balão do Itapoã.

Ao comentar as obras, o governador citou a conversa que teve com o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur Junior. “Não existia projeto, e eu (fiquei) cobrando do Fauzi constantemente. Eu dizia: ‘Fauzi, preciso licitar o balão (do Paranoá e Itapoã)’. E, com muita dificuldade, (ele) conseguiu realizar essa licitação, e nós pudemos estar aqui hoje juntos, para ver o início da realização desse sonho que é a obra de ligação dessas duas Dfs”, discursou o chefe do Palácio do Buriti.

Próximo à rotatória de acesso, há uma pista de atletismo e um campo de futebol sintético. Os dois permanecerão no local, segundo Ibaneis. Ele afirmou que o motivo das obras têm relação com os transtornos causados pelos frequentes congestionamentos registrados na área. “É um dia feliz para vocês (moradores), mas muito mais feliz para mim. Eu, que fui morador da cidade de Sobradinho, me acostumei a passar por aqui e ver a dificuldade desse balão, que sempre foi engarrafado”, declarou o governador.

Diariamente, passam pela região cerca de 30 mil veículos. O DER-DF contratou o Consórcio Itapoã, composto pelas empresas Eterc Engenharia e pela Sociedade Geral de Empreitadas —Sogel, para construir os viadutos, como publicado na edição de 1º de setembro do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). Fauzi Nacfur comentou que a obras vão demandar “tempo e paciência” da população. “Temos várias redes de alta-tensão e de água. Então, não será fácil executar. Mas o Departamento de Estradas estudou e tem alterando o projeto para que as coisas aconteçam da melhor forma possível”, ressaltou o diretor-geral da autarquia.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE