Covid-19

Ibaneis demonstra preocupação com aumento na transmissão da covid-19

GDF estuda possibilidade de antecipação da segunda dose do imunizante contra a doença

Renata Nagashima
postado em 03/10/2021 13:24 / atualizado em 03/10/2021 14:07
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

A taxa de transmissão da covid-19 no Distrito Federal subiu novamente e chegou a 1,12 no último sábado (2/10). É o maior índice registrado pela Secretaria de Saúde (SES-DF) desde 18 de março. Índices acima de "um" demonstram que a pandemia está fora de controle. A taxa ficou menor que o numeral por uma semana, mas voltou a crescer na última segunda (27/9).

Com a taxa de transmissão em alta, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, declarou preocupação com os números, mas disse que a Secretaria de Saúde do DF tem condições hospitalares e leitos em condições de serem abertos. “Estamos acompanhando de perto e mantendo isso sob controle. Se houver necessidade de algum tipo de medida restritiva, nós vamos fazer com o maior cuidado possível para prevenir a saúde da população do Distrito Federal”, garantiu.

De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde, o DF registrou mais oito mortes por covid-19 entre 23 de setembro e o ontem (02/10), e 593 novos casos nas últimas 24 horas. Somente no último sábado, três pessoas morreram por causa da doença.

O total de óbitos chega a 10.488 desde o início da pandemia. Já são 496.779 infectados e 95,9% dos pacientes estão recuperados.

Antecipação da segunda dose

Nesta semana, o GDF vai iniciar a imunização com dose de reforço em idosos a partir de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e em todos maiores de 85 anos. Além disso, vai abrir agendamento para os imunossuprimidos graves de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

De acordo com Ibaneis Rocha, o Buriti tem acelerado a entrega de imunizantes e estuda a possibilidade de antecipar a segunda dose aos demais públicos. “Estamos estudando para averiguar quantas (doses) eles conseguem antecipar para que a gente tenha o ciclo de vacinação completo para essas pessoas que já estão em condição”, afirmou.

Na manhã do último sábado (2/10), um novo lote de vacinas, com 64.350 doses da Pfizer, chegou ao DF. Do total, 53.820 serão destinados para o reforço dos trabalhadores de saúde. O anúncio foi feito pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) no Twitter.

Segundo o chefe do Executivo Local, o restante dos imunizantes, 10.530, serão usados na dose de reforço dos idosos. Ibaneis afirmou que as estratégias de vacinação para os profissionais da área da saúde serão discutidas pelo Comitê de Vacinação do DF na segunda-feira (4/10).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE