Pandemia

Covid-19: DF registra alta de transmissão e desperta atenção de autoridades

Taxa segue elevada: 1,14. Índices despertam atenção de autoridades no DF, que seguem com vacinação

Renata Nagashima
postado em 04/10/2021 05:52 / atualizado em 04/10/2021 09:07
 (crédito: Renato Alves/Agencia Brasilia)
(crédito: Renato Alves/Agencia Brasilia)

O Distrito Federal voltou a registrar um novo aumento na taxa de transmissão da covid-19. Ontem, a Secretaria de Saúde (SES-DF) informou que o índice ficou em 1,14, o maior desde 18 de março. Com essa marca, 100 pessoas transmitem o vírus para outras 114, um aumento em relação ao dia anterior, que estava em 1,12. Conforme a Organização Mundial da Saúde, taxas acima de 1 configuram uma situação de descontrole da pandemia e preocupam as autoridades locais.
Conforme o novo levantamento, 1.264 casos foram confirmados, além de sete mortes. Agora, a capital federal contabiliza 498.043 ocorrências da doença, sendo que 476.982 pessoas estão recuperadas e 10.495 pessoas perderam a vida. As faixas etárias de 30 a 39 anos e de 40 a 49 anos concentram o maior número de infecções.


Entre as regiões administrativa, Ceilândia concentra a maior incidência da doença, com 54.299 registros, seguida pelo Plano Piloto com 49.960 e Taguatinga, com 38.741. Em relação a média móvel, a última semana também apresentou um aumento, ficando em 12,6, sendo que nos 14 anteriores, em relação ao domingo, a marca era de 10,4.

Vacinação

A Secretaria de Saúde segue com a campanha de imunização. Ontem, 109 pessoas receberam a primeira dose e 1.285 a segunda dos imunizantes da Pfizer, da Coronavac e da AstaZeneca. Além disso foram aplicadas 38 doses únicas — Janssen — e 150 de reforço — Pfizer.


A capital federal conta com 1.271.983 pessoas imunizadas com a segunda dose ou com a dose única, o que representa uma cobertura de 49,37% do público alvo da campanha ou 41,70% da população gera do Distrito Federal.


O aumento veio após algumas semanas da taxa de transmissão ficar sob controle, em setembro, mas a tendência foi revertida no fim do mês.

Preocupação

Durante a solenidade na Catedral da Assembleias de Deus do Gama, na manhã de ontem, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou estar preocupado com a alta da transmissão do vírus. Ele ressaltou que a Secretaria de Saúde tem condições hospitalares e leitos para atender a população, caso o número de internações aumente.


“Estamos acompanhando de perto e mantendo sob controle. Se houver necessidade de algum tipo de medida restritiva, nós vamos fazer com o maior cuidado possível para garantir a saúde da população do Distrito Federal”, garantiu o chefe do Executivo local.


Antes, Ibaneis esteve na Igreja Batista Central de Brasília, na 603 Sul, onde entregou o estacionamento da entidade religiosa.O novo espaço conta com 206 vagas na via L3 Sul. Durante a visita, o governante anunciou mais melhorias. “Vamos fazer agora a complementação da via que dá acesso direto à ao Lago Sul pela Ponte Costa e Silva, e a instalação de postes de iluminação pública”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE