Gastronomia

Sabor e lazer para o DF

Três empreendimentos oferecem opções de diversão aliando alta culinária, música boa e entretenimento de qualidade, sempre atendendo todas as medidas sanitárias

Liana Sabo
postado em 08/10/2021 22:26
 (crédito: Nescau/Divulgação)
(crédito: Nescau/Divulgação)

Brasília abre para um nicho novo voltado não só para a gastronomia, mas para o entretenimento com música e outras opções de lazer. É claro que a orla do Paranoá, pelas refrescantes águas, é o lugar mais procurado. Não só ali surge esse tipo de empreendimento, mas até em endereços mais distantes do coração da cidade, como no Lago Oeste.

O que reúne mais atividades e é, de longe, o maior investimento na arquitetura e decoração chama-se Casa Maaya, espécie de clube com restaurantes, piscinas, quadras de esporte, spa e área para crianças. Funciona para sócios e não sócios na base do day use, mas, no fim de semana, você precisa reservar o ingresso para ver o por-do-Sol. Ocupando uma área de 10 mil metros quadrados, em frente ao lago, ao lado do Rubaiyat, o espaço é mais uma iniciativa do Grupo Funn Entretenimento, acostumado a lançar novidades, como foi o Mercadito, na 201 Sul; e o Med Cuisine, no Pontão.

A principal aposta é mesmo na gastronomia, explorada em dois restaurantes: Yukatán, de comida asiática; e Maraí Beach, de culinária contemporânea. No primeiro, que funciona há um mês, o grupo entregou o comando das caçarolas a uma dupla de chefs — o piauiense Francisco de Assis, de 37 anos; e Juliano Guinoza, que veio do Nakka de São Paulo — e da carta de drinques ao mixologista Vitor Moretti. Com capacidade para 150 pessoas, o espaço é bastante amplo, com distanciamento de mesas e uma decoração rústica de materiais naturais como folhas desidratadas.

Salmão, atum e foie gras

Elaborado a quatro mãos, o menu apresenta sugestões sofisticados e exclusivasm típicas de sushibar, além de pratos quentes e sobremesas. Destaque para o carpaccio de robalom servido no prato de gelo; para o sashimi de salmão maçaricado com ovo de codorna e finalizado com trufas negras de ovas de massagô; e para o sashimi de atum selado com cubos de caju confitado e foie gras. Entre os quentes, há bolinhos de salmão crocante com vinagrete e molho sweet dill; e o edamame (soja japonesa) com azeite trufado e flor de sal, além de uma releitura de yakishoba e rock shrimp spicy (cubos de camarão crocante com maionese picante). Não deixe de experimentar os drinques — são todos surpreendentes, como flor de lotus, e até os sem álcool. Funciona de terça-feira a sábado, das 12h às 2h; e domingo, das 12h à 0h. Reservas: 9 98578-6426.

A Casa Maaya tem outro restaurante: Maraí Beach, comandado pelo chef Rodrigo Almeida, que vai acumular a função com a do Med Cuisine & Club, mas com a opção para a cozinha de raiz. Rodrigão, como é conhecido o chef, rodou por muitas cozinhas, inclusive as tocadas por grandes nomes como Alex Atala, Emmanuel Bassoleil e Roland Vilard. Na nova casa, ela busca focar no mar e na terra, dois conceitos usados na concepção dos pratos principais, como bacalhau assado na brasa; lagostim na manteiga de algas com nhoque de baroa ao molho de amêndoas; assado de tiras com espuma de mandioca e carré de cordeiro ao molho de damasco com cuscuz marroquino de frutas secas e castanhas. Funciona de terça-feira a sexta, das 12h às 2h; sábado, das 12h às 15h; e domingo, das 12h às 2h. Reservas: 9 9858-6426.

Alojado em cabanas

Outra opção que dá direito a estar próximo ao lago é o sazonal Trust, que se intitula gastronomia intimista. O projeto dá sequência ao que começou em 2020 e teve lugar no Cota Mil. Desta vez, a segunda edição está no Centro de Convenções Israel Pinheiro, mesmo acesso da Ermida de Dom Bosco, e pode receber até 624 pessoas, alojadas em cabanas de dois, quatro e seis lugares. Trust funcionará até 31 de outubro e, em caso de chuva, será suspenso o atendimento.

Vindo da Vila Jeri, comanda a cozinha o chef Erivânio Souza, que este ano optou por desenvolver cardápio franco-italiano. Nele, há magret de canard ao molho de laranja e musselini de batata doce (R$ 135); robalo à belle meunière com molho de maracujá e risoto de limão siciliano (R$ 120); camarão à provençal com nhoque de abobóra cabotiá (R$ 135), além de saladas, sobremesas e pratinho vegano. Reservas podem ser feitas no site www.bilheteriadigital.com/trust.

Ainda no Setor de Clubes Esportivos Sul, mas não tão próximo que se possa avistar o lago, fica o Wine Sounds Bistrô, no Trecho 2, instalado no gramado da Associação dos Servidores do TCU. Quem comanda é a empresa Fan Projects, juntamente com a On Eventos. Como o nome sugere, a programação está focada no som e no vinho, que é fornecido pelo especialista Rodrigo Gerhard. Já o som está escalonado da seguinte maneira: um dia de jazz; seguido por rock aos sábados; e MPB nos domingos.

Lá, tem cabanas para você estar com mais intimidade, mesas e lounges com opções para duas a oito pessoas por ambiente, seguindo as medidas sanitárias. O destaque do menu, próprio para petisco, são as pizzas que trazem mais de 10 opções, entre tradicionais, vegetarianas e doces, além de tábuas de frios e queijos e empanadas. Baixe o aplicativo winesounds.app para fazer reservas.

  • Para os amantes de vinhos, há o Wine Sounds Bistrô
    Para os amantes de vinhos, há o Wine Sounds Bistrô Foto: Cesar Tadeu/Divulgação
  • No Trust, você garante um espaço aconchegante e íntimo
    No Trust, você garante um espaço aconchegante e íntimo Foto: Wine Sounds/Divulgação

Curtas

 (crédito: Reprodução)
crédito: Reprodução

Polêmica do vinho
Amantes da bebida de Baco não podem perder as novidades que traz a Revista Vinum Brasilis (foto), cuja capa estampa a imagem do belga Jacques Trefois, um dos maiores especialistas do mundo em matéria de vinhos naturais, orgânicos e biodinâmicos, responsável por introduzi-los também no Brasil. Ele próprio alerta que, pelo fato de serem naturais, não significa que tenham qualidade e sentencia: “50% dos vinhos naturais não são bons”. A revista foi lançada esta semana no IVV Swine Bar com a presença de Petrus Elesbão, idealizador da Vinum Brasilis, a maior feira especializada em vinhos brasileiros fora do Rio Grande do Sul, e de Eugenio Oliveira, que entrevistou Trefois. Sai por R$ 50 e pode ser adquirida pelo WhatsApp (61) 8412-9781.

 

Brunch no B
Com vista para alguns símbolos da cidade — Torre de TV, Mané Garrincha e Centro de Convenções — o rooftop do B Hotel é o lugar ideal para curtir o pôr do Sol com bebidinhas e som, mas é no térreo, aos domingos, que você poderá experimentar mais de 50 itens diferentes no menu do chef Jean-Yves Poirey exposto no brunch (foto), das 11h às 15h. Entre os destaques, gravlax de salmão com creme de dill, ceviche de robalo e chips de banana, quiche Lorraine, brandade de bacalhau, ratatouille e uma estação de show cooking com picanha e bife a Wellington.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE