Taxa de transmissão ainda é alta

Índice está acima de 1 há 14 dias. DF retoma hoje vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos

» Júlia Eleutério
postado em 12/10/2021 22:15
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Com a taxa de transmissão do novo coronavírus atingindo o menor valor no Brasil desde abril de 2020, de acordo com o levantamento do Imperial College de Londres, o Distrito Federal segue em caminho oposto. Há 14 dias, o índice está acima de 1 na capital do país. Segundo o boletim epidemiológico divulgado, ontem, pela Secretaria de Saúde, o valor registrado foi de 1,08. A Organização Mundial da Saúde destaca que se a taxa for menor que 1, a epidemia tende a acabar, e para número maior que 1, o indicativo é de que a epidemia avance. A boa notícia fica por conta da retomada da vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos, a partir de hoje, no DF. Serão disponibilizados 13 postos para esse público em Sobradinho e em Planaltina (veja Postos de vacinação).

A Secretaria notificou, ontem, 12 óbitos, além de 454 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Com isso, o DF chegou a 10.633 de mortes por covid-19 e 507.861 infectados. Desses, 488.219 estão recuperados, o que representa 96,1%. A média móvel de mortes teve queda, em comparação ao registrado há duas semanas (19,1%), e ficou em 12,9 óbitos/dia.

A ocupação dos leitos na unidade de terapia intensiva (UTI) para pacientes com covid-19 está em 79,78% na rede pública de saúde. São 108 vagas, sendo que 71 estão ocupadas, 18 livres e 19 bloqueadas. Enquanto, na rede privada, a ocupação atingiu 86,49%. De 191 leitos, 162 estão ocupados, 26 vagos e 3 bloqueados.

Vacinação

Após a suspensão da vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos por falta de doses no estoque, a Secretaria de Saúde anunciou que retomará a vacinação para esse grupo a partir de hoje. A pasta disponibilizou 13 postos de aplicação em Sobradinho e em Planaltina. Além disso, há pontos para primeira dose de gestantes e puérperas, além de pessoas com 18 anos ou mais, e locais com dose de reforço para 60 anos ou mais e profissionais da saúde. As doses adicionais também estão sendo aplicadas em pessoas imunossuprimidas sem a necessidade de agendamento.

Mesmo com o feriado de Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida, ontem os brasilienses procuraram os quatro pontos de vacinação disponíveis. Cerca de 60 pessoas esperavam na fila para a aplicação da vacina. Foi o caso da estudante Bruna Barreto, 22 anos, que aguardava para tomar a segunda dose da Astrazeneca, na UBS 2 da Asa Norte. “Eu ia vacinar na sexta, quando anteciparam a segunda dose de muita gente. Mas como havia muitas filas em todos os lugares, preferi vir hoje (ontem) por estar mais vazio no feriado”, explica a moradora da Asa Norte.

Segundo dados da Secretaria de Saúde, 1.413 pessoas receberam a segunda dose ontem; apenas duas procuraram o posto para aplicação da primeira dose; e 110 para a de reforço. Com isso, o DF atingiu 45,73% da população geral com a D2 ou dose única do imunizante.


Pontos de vacinação
(12 a 17 anos)

Das 8h às 12h

» UBS 1 Sobradinho
» UBS 2 Sobradinho
» UBS 1 Sobradinho 2
» UBS 2 Sobradinho 2
» UBS 1 Planaltina
» UBS 2 Planaltina
» UBS 4 Planaltina
» UBS 5 Planaltina
» UBS 9 Planaltina
» UBS 20 Planaltina

Das 8h às 14h

» UBS 11 Planaltina

Das 8h às 17h

» UBS 10 Planaltina
» UBS 14 Planaltina

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE