Turismo

Aeroporto de Brasília tem recorde de movimentação desde o início da pandemia

Marca foi de 1 milhão de passageiros em setembro, com crescimento de 63% em comparação ao mesmo mês no ano de 2020

Correio Braziliense
postado em 19/10/2021 18:05
 (crédito: IVAN MATTOS/ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA )
(crédito: IVAN MATTOS/ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA )

O Aeroporto de Brasília atingiu, no último mês de setembro, o recorde de movimentações de passageiros desde o início da pandemia do novo coronavírus. Segundo a Inframerica, pouco mais de 1 milhão de usuários e 10 mil pousos e decolagens foram registrados. O resultado foi maior que o fluxo da alta temporada, que aconteceu nos meses de janeiro e julho deste ano.

Durante o período do feriado prolongado do dia 7 de setembro, 183.500 viajantes foram registrados, fluxo 36% maior que o feriado de Corpus Christi, em junho deste ano. Apesar da alta acentuada, o Aeroporto de Brasília reitera que continua operando sob os impactos da pandemia. O aumento, quando comparado com o ano de 2019, é 22% menor. Mas, em relação aos números de 2020, o crescimento é significativo, chegando a um percentual de 63% a mais.

Os voos internacionais também cresceram bastante. Foram constatados cerca de 9.100 passageiros e 88 voos partindo e chegando do exterior, impulsionados pela TAP com destino a Lisboa e Copa Airlines para o Panamá. Toda essa circulação representa mais de 300% que em setembro do ano passado.

Todo esse fluxo e aumento é reflexo da vacinação em massa da população, que continua avançando no mundo. O setor de turismo demonstra sinais de recuperação e, aos poucos, as exigências sanitárias começam a ter um pouco mais de flexibilidade. Mas, ainda sim, as medidas necessárias para combater o vírus continuarão vigentes por um bom tempo.

A limpeza segue reforçada e sendo realizada com produtos especiais utilizados em UTIs hospitalares. A aferição de temperatura no embarque e desembarque por câmeras e uso de álcool gel é disponibilizado em diversos pontos do terminal. E nas filas, orientações especiais para manter o distanciamento físico dos passageiros.

Com uma movimentação de 45.577 usuários, no começo do período pandêmico, em abril de 2020, a concessionária registrou a maior redução de demanda por voos. Este número é o menor de toda a história, desde que a Inframerica assumiu a concessão do terminal aéreo em 2012 e a menor marca dos últimos 25 anos. Os números da queda chegaram em 97%, se comparado ao mesmo mês de 2019.

Apesar da baixa, o Aeroporto de Brasília se consolidou como o maior centro de voos do país. Atualmente, o terminal da capital atende 38 cidades brasileiras e dois destinos no exterior. O único no Brasil, com ligação para todas as capitas, possibilitando também uma conexão com centros urbanos e interior.
O Aeroporto de Brasília é o 2º terminal aéreo mais movimentado do Brasil.

*Com informações do Aeroporto de Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE