Coronavírus

Máscaras com prazo de validade

Governador Ibaneis Rocha anunciou que obrigatoriedade de uso do item em locais abertos pode ser revogada na primeira quinzena de novembro

» Renata Nagashima 
postado em 25/10/2021 23:02
 (crédito: Renato Alves / Agência Brasília)
(crédito: Renato Alves / Agência Brasília)

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou, ontem, que pretende revogar o decreto que prevê a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos. A ideia do chefe do Executivo local é adotar a medida na primeira quinzena de novembro. “Sabemos que estamos avançando. Os índices de transmissão estão caindo bastante. Isso nos dá um horizonte no sentido de liberar o uso de máscaras, pelo menos, em ambientes abertos”, declarou, durante o evento de inauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 7 de Sobradinho 2.

Ibaneis disse, ainda, que não é possível estipular uma data exata para a dispensa da máscara em locais fechados. A medida deve valer só quando mais de 70% da população estiver imunizada.

Na próxima semana, a partir de quinta-feira, o Distrito Federal retoma as aulas totalmente presenciais na rede pública de ensino. Atualmente, as atividades ocorrem de forma híbrida, com parte dos estudantes nas salas de aula e o restante, em atividades remotas, com alternação semanal dos grupos.

O governador Ibaneis declarou que “tem tranquilidade” para a retomada. Segundo ele, os alunos têm desistido dos estudos devido à falta do contato das turmas em sala de aula.

Vila Buritizinho
Ibaneis Rocha participou, na manhã de ontem, da inauguração de uma UBS na Quadra 5 da Vila Buritizinho, em Sobradinho 2. A nova unidade deve atender cerca de 6 mil famílias que vivem na região. “Temos de acelerar nessa questão da saúde. A população sofreu muito na pandemia, não só quem teve covid-19 ou perdeu entes queridos, mas toda a população do Distrito Federal. E nós não conseguimos atender aquela mais carente na saúde porque tivemos de pôr os leitos à disposição das vítimas da covid-19, mas, hoje, estamos correndo atrás para recuperar isso”, afirmou o governador.

Foram quase dois anos de obras sob o comando da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), com investimentos do Tesouro do DF no valor de quase R$ 2,7 milhões. Com cerca de 1 mil metros quadrados de área, a nova UBS conta com nove consultórios — quatro deles odontológicos —; salas de vacinas e curativos; e banheiros. Além disso, inclui recepção, sala de espera, área administrava, gerência, depósitos para estocagem de medicamentos, além de espaço destinado a atividades educativas e palestras.

Imunização chegou a 50% dos brasilienses

O Distrito Federal avança na imunização contra a covid-19 e, ontem, chegou à marca de metade da população total — de 3 milhões de habitantes — com ciclo vacinal completo. O indicador fechou o dia em 51,2%, o que representa 1,56 milhão de brasilienses. Considerado apenas o público apto a receber as doses (pessoas acima de 12 anos), o DF ultrapassou os 60%. Com uma parcela cada vez maior alcançada pela campanha, a taxa de transmissão da doença começou a diminuir nos últimos 10 dias, caindo para 0,78. Abaixo de 1, o resultado significa que o contágio pelo vírus desacelera e a pandemia está sob controle.

O cenário também se reflete em relação à quantidade de novos casos. O mais recente boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Saúde (SES-DF) ontem, contabilizou 231 novas infecções pela covid-19. Desde o início da pandemia, a capital federal soma 513.737 registros da doença. Nesse aspecto, a média móvel teve a maior variação negativa do ano, com queda de 69% em relação ao resultado verificado duas semanas antes.

Contudo, o número diário de mortes em decorrência da covid-19 subiu, na comparação com os últimos dias. Ontem, a SES-DF notificou mais 21 óbitos — o maior quantitativo desde 7 de outubro, quando a pasta confirmou 32 novas vítimas do novo coronavírus. A média móvel, porém, diminui 17,12% quando comparada à de 14 dias atrás.

As vítimas mais recentes confirmadas pela secretaria morreram entre 1º de agosto e ontem — sendo quatro no domingo e quatro na segunda-feira. A pasta da Saúde também confirmou o óbito de um morador do Rio de Janeiro, que estava internado em estado grave no DF.

A taxa de ocupação de vagas em unidade de terapia intensiva para adultos chegou a 70,7%. Dos 94 leitos reservados para pacientes com a covid-19 na rede pública de saúde, 19 estavam vagos na noite de ontem. Em relação aos leitos com suporte ventilatório dos hospitais de campanha, havia 110 disponíveis. Dos 76 pacientes na fila de espera por transferência para a UTI, três tinham suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE