Justiça

Homem que agrediu mulher no trânsito em Taguatinga vai responder por 3 crimes

Advogado do empresário relata que cliente vem recebendo ameaças por telefone. Caso aconteceu no domingo (24/10), em Taguatinga

Pablo Giovanni*
postado em 26/10/2021 17:47 / atualizado em 27/10/2021 14:38
 (crédito: Reprodução/arquivo pessoal)
(crédito: Reprodução/arquivo pessoal)

A Polícia Civil e o Ministério Público encaminharam ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) denúncia contra o empresário Ênio César de Barcelos, 40 anos, filmado no último domingo (24/10) ao se envolver em um acidente de trânsito. Ênio agrediu e ofendeu uma mulher, além de depredar o carro dela, durante uma briga em Taguatinga.

Para a Polícia Civil, Ênio cometeu três crimes durante o ocorrido no trânsito: injúria racial, dano e lesão corporal. O empresário, dono de uma empresa de transporte e engenharia na região de Vicente Pires, pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado no mesmo dia da briga. Ele irá responder em liberdade.

 

Em sua defesa, o advogado Renato Rangel esclareceu que não houve injúria racial e que “existem mais informações além das que foram veiculadas inicialmente”. O advogado ainda pontuou que Ênio vem recebendo ligações com teor de ameaças.

A Polícia Civil, em resposta ao questionamento do Correio, respondeu que não dará mais informações sobre o processo que corre em segredo de justiça. O Ministério Público estuda um possível ajuizamento da denúncia. 

O caso

O homem agrediu a vítima, Paula, fisicamente e verbalmente durante uma briga de trânsito em Taguatinga. Segundo relato da vítima, o condutor ficou enfurecido por ela ter arranhado o carro do homem ao dar ré em um posto de gasolina. Paula disse que desceu do automóvel, falou com a esposa de Ênio, passou seu contato para arcar com os prejuízos e saiu. De acordo com o motorista, ele tentou ligar para o número da mulher, que supostamente estaria errado. Foi então que ele fechou a moça na saída do posto e começou a segui-la. Após quatro minutos de perseguição, quando a mulher parou em um semáforo vermelho, Ênio desceu do veículo, subiu no carro de Paula e quebrou o para-brisa com chutes. De acordo com a vítima, o homem tentou agredir sua mãe, que estava no carro.

“Foi ontem [domingo], no posto de gasolina, por conta de um arranhão no carro dele. Ele desceu muito nervoso, xingando, mas passei o meu número para a esposa. Ele me fechou na frente da bomba de combustível, mas eu dei ré e saí do posto. Mesmo assim, ele me seguiu. Tudo aconteceu no sinal vermelho, ele tentou agredir minha mãe, me puxou muito pelo braço, chutou o retrovisor e subiu no meu carro (quebrando o para-brisa)”, relatou Paula.

Um vídeo feito no local mostra o momento em que o homem, alterado, sobe no carro da mulher. Em outra gravação, depois de quebrar o vidro, ele puxa o braço da vítima, sentada no banco do motorista, enquanto a irmã de Paula, no banco de trás do veículo, chora e grita de desespero. A mulher ficou com as mãos machucadas após as agressões de Ênio. A esposa do empresário tentou contê-lo.

*Estagiário sob supervisão de Nahima Maciel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE