Crime

Polícia prende, pela terceira vez, Hulkinho do Tráfico no Guará

Ele foi preso em setembro e na semana passada, mas foi liberado usando tornozeleira

Renata Nagashima
postado em 27/11/2021 15:46 / atualizado em 27/11/2021 16:43
 (crédito: Reprodução/Instagram)
(crédito: Reprodução/Instagram)

Conhecido como Hulkinho do Tráfico, o garoto de programa Jean Ferreira Leal, 27 anos, foi preso pela terceira vez, na madrugada desta sexta-feira (26/11), após furtar o carro do primo em um bar da Candangolândia. De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o veículo roubado estava estacionado em frente ao estabelecimento do primo de Jean. Enquanto ele estava distraído, Hulkinho teria pegado as chaves do veículo e desaparecido.

Quando se deu conta do sumiço do carro, a vítima acionou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que localizou o carro furtado estacionado na QE 40 do Guará 2. Jean foi preso em uma bar Hookah, próximo ao local onde estava o veículo. Ele tentou se esconder na caixa de força do local, mas foi detido pelos policiais.

Acusado de tráfico conhecido como Hulkinho do tráfico, preso no DF
Acusado de tráfico conhecido como Hulkinho do tráfico, preso no DF (foto: Reprodução/Instagram)

Outras prisões

A Polícia Civil prendeu Jean pela primeira vez em 22 de setembro, após agentes da 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) fazerem o flagrante e detiveram o acusado por resistência, tráfico de drogas e uso de documento falso. Na ação policial, outro jovem, de 22 anos, foi preso, também pelo crime de tráfico de drogas. As investigações, que duraram cerca de um mês, mostraram, segundo a polícia, que Hulkinho vendia drogas — cocaína e sintéticas — nos Setores Hoteleiros Norte e Sul e também em festas direcionadas ao público LGBTQIA+.

A Justiça do Distrito Federal concedeu liberdade provisória sem fiança a Jean durante audiência de custódia realizada em 23 de setembro. O acusado teria que fazer uso da tornozeleira eletrônica pelo prazo de 90 dias, devendo estar em casa das 20h às 6h todos os dias da semana. Hulkinho tinha obrigação de comparecer a todos os atos do processo e está proibido de mudar de endereço sem comunicar previamente o juízo competente, além de não poder ausentar-se do DF por mais de 30 dias sem comunicar a Justiça.

Porém, na última quarta-feira (24/11), Jean foi preso novamente pela PCDF. Segundo informações na ocorrência registrada na 2ª DP (Asa Norte), ele xingou os membros da corporação ao ser questionado sobre coagir o cliente de uma travesti. Segundo a denúncia, o cliente teria negociado um programa no valor de R$ 110 e pago adiantado, já dentro de um quarto na 711/712 Norte. De acordo com a ocorrência, Hulkinho teria parecido para intimidar o homem, se identificando como agente do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) e disse que o homem deveria pagar mais R$ 500 pelo programa.

Segundo a vítima, ele foi alvo de socos e chutes. Ao conseguir fugir, ele pediu ajuda da PMDF, que já buscavam por Jean, na W3 Norte por causa de um carro abandonado na altura da 703 Norte, que havia sido roubado por Jean em 13 de novembro. Hulkinho foi detido e levado para a 5ª DP, onde assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE