Estrutura

Defesa Civil avalia retirar pertences em prédio de Taguatinga nesta terça

Comunicado à imprensa feito pelo dono do prédio diz que empresa de topografia contratada por ele realiza estudo em paralelo ao da Defesa Civil para atestar o grau estabilidade do edifício

Pedro Marra
postado em 10/01/2022 18:26
 10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. -  (crédito:  Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A Defesa Civil do Distrito Federal (DCDF) avalia retirar, nesta terça-feira (11/1), os pertences de moradores do prédio que desabou parcialmente em Taguatinga Sul, na última quinta-feira (6/1), e deixou 57 pessoas desabrigadas. Em nota enviada ao Correio, o órgão informa ter feito nova avaliação técnica, juntamente com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e responsável técnico da edificação, por meio de topografia.

"Os nossos engenheiros planejam entrar na edificação amanhã, caso a avaliação conjunta favoreça", diz a nota. A DCDF adverte que, depois de três dias, a edificação ainda não estabilizou e a Defesa Civil continuará o monitoramento durante toda esta semana.

O órgão acrescenta que a possibilidade dos moradores entrarem para retirada dos seus pertences "está bem distante, pois o prédio ainda continua instável", complementa a Defesa Civil. Em comunicado à imprensa, o dono do prédio diz que foi prorrogado, por mais 24 horas, o prazo para a Defesa Civil definir se será possível ou não proceder com a retirada dos pertences dos moradores.

"A empresa de topografia, contratada pelo proprietário, segue realizando os estudos em paralelo à Defesa Civil para atestar o grau estabilidade do edifício e dos empreendimentos vizinhos para garantir a segurança e estabilidade de todos os imóveis envolvidos", afirma a assessoria de imprensa do proprietário.

Segurança

O texto garante que não há registros oficiais de furtos às unidades do edifício. Além do monitoramento do local pela Polícia Militar do DF, durante 24 horas por dia, "há ainda um profissional de segurança privada contratado pelo proprietário para garantir que fatos como este não ocorram", sustenta.

Está confirmado até a próxima quarta-feira (12/1) o custeio da hospedagem das famílias na rede de hotéis contrata pelo proprietário. "Após este prazo, novas tratativas serão feitas, baseadas no parecer da Defesa Civil sobre as condições da edificação", declara o dono do edifício, por meio da assessoria de imprensa.

  •  10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26.
    10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
  •  10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26.
    10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
  •  10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26.
    10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
  •  10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26.
    10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
  •  10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26.
    10/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - Taguatinga Sul, movimentação no prédio que caiu na QSE 26. Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

De acordo com o comunicado da Defesa Civil, "o proprietário segue prestando as informações necessárias para a condução das investigações, tomando as medidas cabíveis para minimizar os impactos do ocorrido, bem como atento às necessidades de apoio às famílias impactadas pelo acidente", conclui o texto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE