Pandemia

Covid-19: DF muda critério e dose pediátrica da Pfizer ganha público específico

Crianças de 5 anos e imunossuprimidas de 5 a 11 anos contarão com a vacina. Logo nesta quarta-feira (2/2) a capital contou com o recebimento 23.900 doses do imunizante para acolher o público alvo

Eduardo Fernandes*
postado em 03/02/2022 20:23
 (crédito:  Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A vacina pediátrica da Pfizer-BioNTech, agora será designada a crianças de 5 anos e imunossuprimidos de 5 a 11 anos. A decisão que começa a valer nesta quinta-feira (3/2) é uma orientação do Ministério de Saúde adotada pela Secretaria de Saúde.

Em relação à vacinação infantil, o Distrito Federal é um dos lugares onde mais se vacinou crianças no país. Cerca de 77.762 crianças, entre 5 a 11 anos, receberam a primeira dose até esta quarta-feira (2/2). Números da Codeplan informam que o público estimado da faixa etária é de 268.474 na capital federal.

Tereza Pereira, gerente da Rede de Frio, explica que adotar as orientações dadas pelo Ministério da Saúde são importantes para garantir novas doses para o público alvo. Já que a Secretaria de Saúde recebe imunizantes do ministério.

O DF recebeu uma remessa de 23.900 doses de Pfizer-BioNTech pediátrica nesta quarta-feira (2/2) do Ministério da Saúde. Com isso, são mais de 80 mil vacinas fornecidas para a capital em combate ao covid-19. Para os papais que levarem seus filhos aos postos de vacinação, o atendimento acontecerá uma hora antes do fechamento dos locais. A medida foi aplicada com o intuito de evitar o desperdício das doses.

Funcionários que estiverem no local, deverão identificar crianças de 5 a 11 anos e crianças de 5 imunossuprimidas, avaliando a possibilidade de abrir novos frascos para atender ao público. Se identificado, a prioridade é que a equipe foque em auxiliar os pequenos com a Pfizer pediátrica.

Por se tratar de um público exclusivo, o procedimento é necessário, para que o controle sobre a quantidade de doses seja obtido. A gerente Tereza Pereira ainda destaca que cada frasco do imunizante possui 10 doses. Com isso, após vacinar o grupo específico, caso ainda restem doses, outras crianças da fila também devem garantir sua imunização.

Vale ressaltar que crianças entre 6 a 11 anos sem imunossupressão continuam a programação de vacinação com as doses da CoronaVac. A faixa infantil do DF conta com estoque suficiente para concluir o ciclo vacinal de toda a classe. O secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, comenta que o armazenamento é importante para assegurar o progresso da imunização.

Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)*

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE