Gim quer voltar pelo Senado

Correio Braziliense
postado em 23/03/2022 00:01

Gim Argello está animado. Depois dos percalços que enfrentou na Operação Lava-Jato, o ex-senador tem sido procurado novamente como articulador político para a montagem de nominatas eleitorais, uma de suas especialidades. Gim está zerado juridicamente. Sua condenação, imposta por Sergio Moro, foi anulada pelo STJ, e não há mais impedimentos que prejudiquem a sua elegibilidade. Assim, ele foi chamado a reassumir a presidência do PTB em Brasília. Nos momentos dourados, o político coordenava uma bancada forte do partido no Senado. Foi vice-líder do governo de Dilma Rousseff e recebia ministros em casa, no Lago Sul. Agora, segundo ele, há convites para filiação em outros nove partidos. A decisão sobre qual legenda escolher depende de uma questão: ele quer voltar para o lugar que o projetou nacionalmente, o Senado. Para isso, precisa construir uma chapa, com candidato ao governo.

Sem planos

Ao contrário do que muitos políticos acreditam, por ora, não há plano definido para que um dos filhos de Gim Argello seja candidato. Eles estão muito bem na iniciativa privada, afirma o ex-senador.

Adeus

A deputada distrital Jaqueline Silva anunciou, ontem, a desfiliação do PTB. Ela ainda não escolheu o novo partido.
Mesmo de longe

Mesmo se não assumir a presidência do PTB, Gim Argello exercerá influência nas decisões eleitorais.

Sempre cotada

Anna Christina Kubitscheck, como em todas as eleições, é um nome cotado para assumir uma vaga em disputa majoritária. Como o marido, Paulo Octávio, ela está filiada ao PSD. Na última eleição, a neta de JK recebeu muitos apelos para que concorresse como vice de Ibaneis Rocha. Não topou.

Da campanha
da OAB para as eleições gerais

Candidato à presidência da OAB-DF no ano passado, o advogado Guilherme Campelo se filiou ao PDT para disputar as próximas eleições. Sobrinho do ex-presidente do TCU Valmir Campelo,
ele quer concorrer a um cargo majoritário, de senador ou vice-governador.

Aumento para conselheiros tutelares

O governador Ibaneis Rocha sancionou ontem o reajuste da remuneração dos conselheiros tutelares do DF. O projeto de autoria do Executivo aumenta em aproximadamente 39% o subsídio da categoria, passando de R$ 4.684,66 para R$ 6.510. Essa era uma demanda antiga dos conselheiros tutelares, que não tinham subsídio até 2014. "É um projeto que se segue ao longo dos anos, de valorização, no sentido de corrigir todas as deficiências do sistema e de aparelhar o sistema desta cidade no que diz respeito ao acolhimento das nossas crianças e das nossas famílias em situação de dificuldade", afirmou o governador do DF, em solenidade no Palácio do Buriti.

Reconhecimento

A Secretaria de Economia do DF, através da Secretaria Executiva de Valorização e Qualidade de Vida, vai conceder um Certificado de Boas Práticas para a Multiplan, grupo ao qual pertence o ParkShopping e outros 19 shopping centers pelo Brasil, pela parceria em ações e projetos de promoção da qualidade de vida no trabalho aos servidores públicos do DF. O vice-presidente institucional da companhia, Vander Giordano, receberá o reconhecimento hoje, no Salão Branco do Palácio do Buriti. No próximo ano, o ParkShopping fará 40 anos de sua inauguração na capital federal.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE