Entrada no PDT com apoio para disputar o governo

Correio Braziliense
postado em 31/03/2022 00:01

A senadora Leila Barros entrou, ontem, no PDT já com um grupo formado para disputar uma eleição majoritária. Os senadores José Antônio Reguffe (União Brasil) e Izalci Lucas (PSDB) estiveram no ato e defenderam unidade. Os deputados Paula Belmonte (Cidadania-DF) e Professor Israel, que deve ingressar, hoje, no PSB, além de pedetistas, como Joe Valle, demonstraram que estarão juntos nas eleições. Só falta definir as posições. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, anunciou: "Eu quero você como candidata a governadora. A Leila entra para ser protagonista da história".

Ciro lança Leila

Nas redes sociais, Ciro Gomes, candidato à Presidência pelo PDT, parabenizou Leila Barros pela entrada no partido: "Calorosas boas-vindas à querida e valorosa Leila que hoje se filia ao nosso PDT para ser a futura governadora de Brasília".

Kassab quer PO no Senado

Na solenidade de filiação, ontem, de 102 novos integrantes do PSD, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, lançou a pré-candidatura de Paulo Octávio ao Senado. "Não é hora de empurrar o Paulo para uma missão? Paulo foi um extraordinário deputado federal e senador. Sou amigo dele há quase 30 anos. Como Brasília e o Brasil precisa, vamos empurrar o Paulo para ser nosso senador."

Foi sem
nunca ter sido

Desde 2019, o
ex-deputado Wasny de Roure estava, supostamente, filiado ao PDT, depois de mais de 25 anos no PT. Neste ano, no entanto, Wasny descobriu que seu nome nunca constou como integrante do partido na Justiça Eleitoral. Pedetistas dizem que o deslize foi do próprio Wasny que não teria levado o título de eleitor ao TRE-DF. Agora, não importa. Wasny vai migrar, hoje, para o PV.


Engajamento


Ao ingressarem no PV, o deputado Reginaldo Veras e o ex-deputado Wasny de Roure se engajaram no projeto de candidatura do distrital Leandro Grass, também do partido, ao GDF.

Novo partido e novos planos

O ex-vice-governador do DF Renato Santana decidiu seguir os passos de seu principal aliado na política, Rogério Rosso, e trocou o PSD pelo PP. Na última eleição, ele teve 31.379 votos. Dava para ter sido eleito deputado distrital. Mas ele concorreu para federal. Agora, ele vai na boa. É pré-candidato à Câmara Legislativa.

Paula fica no Cidadania para concorrer
à vaga de senadora

A deputada Paula Belmonte acertou a permanência no Cidadania com o presidente nacional, Roberto Freire. A condição é a candidatura ao Senado em aliança com o senador José Antônio Reguffe (União Brasil). Freire topou. Já estava na articulação para apoiar Reguffe.

Izalci perde força com federação

Os projetos de Paula Belmonte (Cidadania-DF) trombam com os do senador Izalci Lucas (PSDB-DF). É que Cidadania e PSDB formaram uma federação e fica impossível lançar os dois políticos na chapa majoritária. Na ata de criação da federação, o Cidadania tem mais força e prevalência de decisões que o PSDB, uma vez que vale mais quem teve mais votos para deputado federal em 2018.

Quem é quem?

A vários interlocutores, Izalci tem dito que estará ao lado de Paula Belmonte e Reguffe nas eleições. Mas na cabeça de chapa. Muita água ainda vai passar por debaixo da ponte. Mas, hoje Reguffe, trabalha para ser candidato ao Executivo.

Lula vem a Brasília
acertar palanque

Depois que o PT-DF lançou a pré-candidatura de Rosilene Corrêa ao GDF, o ex-deputado Geraldo Magela cavou uma conversa cara a cara com Lula. Os dois são amigos desde a fundação do PT. Lula era o presidente, e Magela, tesoureiro. Lula prometeu vir a Brasilia para dialogar com petistas. Quer um palanque forte no DF, e a fila de candidaturas pode
deixar sequelas na campanha.

Comando no PTB

O ex-deputado Paulo Roriz assumiu o comando do PTB no DF. O partido passou de mão em mão nos últimos meses.

Solidariedade com Hélio José

O Solidariedade estava sob o comando do deputado Professor Israel Batista, mas passou para as mãos do ex-senador Hélio José. Com isso, estará na base de Reguffe. Acordo passou pelo presidente do
partido, Paulinho da Força.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE