Startup brasiliense ajudará Petrobras na gestão do gás natural

Correio Braziliense
postado em 07/04/2022 00:01
 (crédito: Divulgação Senac DF)
(crédito: Divulgação Senac DF)

A empresa GoLedger, fundada na capital federal, assinou parceria com o Programa Petrobras Conexões para Inovação — Módulo Startups. Foi a primeira da região Centro-Oeste a ser contemplada pelo edital, que está em sua terceira edição. No total, irá receber aporte de R$ 850 mil. Ela vai desenvolver uma plataforma de controle para as transações entre os diversos agentes envolvidos na cadeia do transporte do gás natural no Brasil.

Proteção de dados

Criada pelos amigos Marcos Sarres, 48 anos, e Otávio Soares, 47, é especializada no desenvolvimento de soluções em blockchain. Ou seja, em tecnologia para proteger dados armazenados de alteração, cópia ou troca. "Vamos ajudar a facilitar a gestão do estoque de gás natural no país", explicam os sócios.

Destaque na América Latina

Como a startup está sediada em Brasília, o investimento será feito por intermédio do Sebrae no DF. Foi com o apoio da instituição que a empresa participou do InovAtiva Brasil, em 2021. E foi reconhecida como startup destaque do maior programa de aceleração da América Latina.

Prêmio da CNI

Em janeiro, a startup participou do Rio Innovation Week. E, em março, foi uma das finalistas do Prêmio Nacional de Inovação, realizado pela CNI e pelo Sebrae Nacional, com patrocínio da Finep. A empresa brasiliense ficou entre as três primeiras colocações na categoria de Inovação em Produtos para Pequenas Empresas. No total foram 2.173 inscrições.

Senac recebe o nome do pioneiro Talal
Abu-Allan

A unidade do Senac-DF em Ceilândia agora se chama Centro de Educação Profissional Talal Abu-Allan, em homenagem ao empresário proprietário da rede Casa Brasileira. A marca possui 11 lojas em diversas regiões do Distrito Federal.

De porta em porta

Nascido na Palestina, o empresário começou a sua história na capital da República em 1968. "Cheguei com algumas peças de roupa para vender de porta em porta. Em 1969, abri uma fábrica de sandálias. Já nos anos 70, entrei para o ramo varejista, aonde estou até hoje", relembrou Talal.

Em vida

"É uma alegria poder fazer essas homenagens: uma ideia que tivemos quando assumimos a gestão do Sistema, com o objetivo de homenagear em vida", disse o presidente da Fecomércio, José Aparecido Freire.

Telemedicina nas aldeias indígenas

Começou nesta semana, em Brasília, o treinamento de 66 profissionais de saúde, entre médicos e enfermeiros, que vão operar "kits de telessaúde" doados pela mineradora Vale para 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Cerca de 755 mil, em mais de seis mil aldeias no país, serão beneficiados.

Eletrocardiógrafos

Os equipamentos, para realização de telemedicina nas aldeias, reúnem notebook, câmera, eletrocardiógrafos, espirômetros, retinógrafos e monitores multiparamétricos portáteis.

Prioridade

"Temos compromisso social com as comunidades vizinhas às nossas operações, tendo a causa indígena como prioridade" afirma Camilla Lott, gerente executiva da Gestão Social da Vale.

Vinalla Jazz

A partir de hoje, todas as quintas, o Vinalla bistrô, no Gilberto Salomão, será palco de um show de jazz. O músico Tico de Moraes é a atração, a partir das 20h.

  • Marcos Sarres, 48 anos, e Otávio Soares, 47, da empresa GoLedger
    Marcos Sarres, 48 anos, e Otávio Soares, 47, da empresa GoLedger Foto: Arquivo pessoal
  • Camilla Lott
    Camilla Lott Foto: Marcello Bravo/ Vale
  • Foto Tico de Moraes
    Foto Tico de Moraes Foto: Divulgação

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE