CANDANGOLÂNDIA

FALTA DE ÔNIBUS

Correio Braziliense
postado em 10/04/2022 00:01

A dona de casa Lívia Nogueira Dutra, 39 anos, moradora da Candangolândia, entrou em contato com a coluna Grita Geral para relatar problemas com as linhas de ônibus da cidade, principalmente após a reforma da Feira Permanente. "O terminal não voltou. Colocaram uma armação de ferro na entrada da feira, para os ônibus não entrarem", relata. Além do acesso complicado, Lívia conta que há menos viagens da linha 160.3. "O ônibus de 12h30 está saindo 12h10, e tiraram o que saía da Rodoviária do Plano Piloto às 18h e às 19h30. O de 18h30 anda lotado e ninguém dá lugar para quem tem preferência", diz.

A Secretaria de Transporte e Mobilidade respondeu, em nota, que o ponto de soltura foi transferido da Feira Permanente para o estacionamento da Administração Regional, a fim de melhor atender aos usuários. A Semob também diz que faz estudos constantes sobre o número de acessos de cada viagem a fim de adequar o serviço à demanda existente.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE