Faculdade Estácio

Problema em mensalidade

Correio Braziliense
postado em 11/04/2022 00:01

Aline de Brito Cardoso

Asa Sul

A estudante Aline de Brito Cardoso, 24 anos, moradora de Asa Sul, entrou em contato com a coluna Grita do Consumidor para falar que teve problemas com a Faculdade Estácio. A jovem relata que, no início do ano, se matriculou para cursar a segunda graduação em letras — português. Ela conta que foi informada de que a mensalidade do curso seria de R$ 99,99. "Conforme me falaram, nos três primeiros meses, a mensalidade teria 50% de desconto. Então, eu pagaria cerca de R$ 50, e os R$ 150 totais do desconto dos três meses seriam distribuídos ao longo do curso", detalha. Em raz]ao da incompatibilidade com o horário de trabalho, Aline decidiu o curso. "Eles explicaram que eu teria de pagar duas mensalidades atrasadas, e eu paguei. Também falaram que eu teria de pagar uma multa por estar solicitando o trancamento fora do período determinado. E, por fim, disseram que o valor de R$ 150, total do desconto dos três meses, seria adiantado e cobrado em um boleto", completa. Ao todo o boleto era de R$ 800.

Resposta da empresa

A Faculdade Estácio afirma que analisou os registros mencionados por Aline e que "embora tenha ocorrido o aceite referente ao Programa de Diluição Solidária (DIS) por parte da estudante, a faculdade, por mera liberalidade, atendeu à solicitação efetuada pela aluna". A instituição informa que o boleto atualizado está disponível para Aline e que permanece à disposição por meio de seus canais oficiais para eventuais esclarecimentos.

Resposta do consumidor

A instituição entrou em contato comigo e resolveu a situação. Foi gerado um novo boleto no valor de R$ 101, o que é condizente com as informações que me passaram no ato da matrícula. O boleto de R$ 800 ainda consta no meu aplicativo do banco como pendente a pagamento, mas espero que seja cancelado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE