Santa sexta

Correio Braziliense
postado em 15/04/2022 00:01
 (crédito:  Fernando Pires/Divulgação)
(crédito: Fernando Pires/Divulgação)

Não será por estar banido o consumo de carne pelos fiéis, como reza a tradição deste dia, que você deixará de conhecer um lugar fascinante em um endereço campestre, que, apesar de muito próximo da Praça dos Três Poderes, se chama Fazenda Churrascada. Nela, também serão servidos frutos do mar e pescado. São duas opções: filé de namorado grelhado na parrilla com crosta de castanha de caju e ervas frescas (300g), finalizado no forno a carvão por R$ 99.

A outra sugestão da casa, instalada no Clube de Golfe, onde era o restaurante Oliver, é um polvo, também, de 300g grelhado na parrilla, acompanhado de molhos aioli e chimichurri, segundo receita própria, por R$ 132. Para guarnecer os pratos, há mais de 10 sugestões, mas as que se encaixam em um menu sem carne são a beterraba assada na brasa com molho de creme azedo e iogurte e a batata doce assada e finalizada na brasa com manteiga de ervas e sour cream, ambas por R$ 16, cada.

Embora a grife tenha vindo de São Paulo, onde ocupa uma verdadeira casa de fazenda no Morumbi, desde agosto de 2020, o conceito é conhecido do brasiliense. Há cinco anos, o Brasília Palace Hotel foi palco do 1º Congresso Nacional de Carnes e Churrasco — Capital MEATing, que buscava popularizar e difundir as técnicas de preparo da carne, desde a escolha do corte até o tempero, passando pelos segredos da brasa, com a participação de mais de 20 mestres churrasqueiros do país. É esse conjunto que ganhou o nome de churrascada.

Além da brasa

Se você ainda não esteve lá, amanhã e domingo de Páscoa poderão oferecer a chance de degustar os bons cortes preparados na grande parrilla de nove metros, como bife Ancho (R$ 99), bife de chorizo (R$ 88), flat iron (R$ 84), denver steak (R$ 79), bombom de alcatra (R$ 69), short rib (R$ 149), prime rib suíno Duroc (R$ 59) e galeto inteiro (R$ 49). Todas as opções têm a escolta do vinagrete da casa, feito com maçã verde, tomate verde, cebola roxa, pimenta dedo-de-moça e ervas frescas.

Outra técnica é a defumação feita no pit smoker, da qual pode sair o brisquet, depois de 12 horas; a costelinha suína, o cupim defumado e a picanha finalizada na parrilla (R$ 119). O que surpreende o frequentador de restaurante na Churrascada é a existência de um açougue, o 481, onde você pode escolher o corte e acompanhar o preparo ou levar a carne para casa, inclusive a mais cara do mundo, que é o wagyu com alto grau de marmoreio, encontrado em apenas 1% dos bois criados no Japão. Nesta experiência, o cliente pode assar o corte em sua própria mesa, em uma pequena churrasqueira. Um luxo! Funciona de terça-feira a quinta-feira, das 12h às 23h; sexta-feira e sábado, das 12h à meia-noite; e domingo, das 12h às 23h. Reservas pelo 99290-2675 (WhatsApp).

Primeiro time

Depois dos deliciosos pratos inspirados na culinária creole da Louisiana (EUA), confeccionados conforme a receita de Alexandre Albanese e servidos até o último domingo na Belini (113 Sul), como a jambalaya vegana, o frango cajun e a costelinha de porco com barbecue, agora, é a vez de Thiago Paraíso assinar o menu com duas entradas e três principais, como pescada amarela em crosta de cebola e salsa; picadinho de carne de sol com arroz de banana e ovo mole e risoto com cogumelos com mini cebola tostada. A partir do dia 25, o cardápio será apresentado com as criações de Ronny Peterson, que elegeu lombo suíno empanado com musseline de abóbora e picles de cebola roxa entre outras sugestões. A ideia do projeto é "tornar acessível a gastronomia e a criatividade de talentosos chefs da cidade, que, por 15 dias, têm cada um, menus executivos (entrada e principal) oferecidos no almoço e no jantar por R$ 59", explica Luiz Guilherme Carvalho, sócio-diretor do estabelecimento. Reservas: 3345-0777 ou 99327-5865 (WhatsApp).

Uísque gaúcho

Símbolo de requinte e tradição do velho mundo, o uísque também é produzido em solo tupiniquim e onde menos se espera: na terra do vinho. A brasileira Union Distillery Malt Whisky, que instalou uma destilaria da bebida maltada em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos, vai lançar cinco rótulos na próxima terça-feira, às 19h30, na Villa Vita (213 Sul), durante uma master class comandada pelo mixologista e especialista em destilados Victor Bianchi. A degustação dá direito a 30ml de cada um dos uísques, ao preço de R$ 180. Os ingressos, que são limitados, estão disponíveis pelo telefone e WhatsApp 3542-6592.

Vinho goiano

Dono de uma trajetória pioneira, o médico Sebastião Ferro, que queria plantar uvas só para obter o suco, acabou se apaixonando pelo assunto a ponto de trazer na bagagem de uma visita a Portugal algumas mudas de vitis viníferas lusitanas, que "pegaram" e deram início ao primeiro vinhedo do cerrado goiano, em Paraúna, distante 130 quilômetros de Goiânia. Orgulhoso do seu feito, o doutor vitivinicultor conta com a parceria do craque Bebeto, da seleção campeã do mundo de 1994, com quem esteve em Brasília, apresentando seis rótulos da linha Muralha: castelão; touriga nacional; syrah; os cortes syrah/touriga nacional e syrah/tempranillo e o muralha premium com cabernet sauvignon, malbec, tempranillo e syrah. Produzidos pela vinícola Serra das Galés, eles estão à venda na D.O.C. Vinhos (107 Norte) e servidos na rede Dom Francisco.

Atrás do tapume

Começou sendo a "casa sem nome", como brincava Guto Jabour, até que ele e os outros três sócios — a mulher, Bianca; a irmã Luiza; e o cunhado Thiago Lyra —, decidiram repetir o nome do primeiro empreendimento, instalado no Clube de Golfe, em uma referência ao que está dando muito certo. Assim, se chamará Casa Almeria, misto de padaria, empório e restaurante, que está sendo erguida na esquina de cima da 104 Sul, onde funcionou por três décadas o Carpe Diem.

"A gente quer construir um lugar onde as pessoas se sintam em casa, como extensão da residência, e tenham um espaço com diversas opções de gastronomia, que façam parte do dia a dia: do pãozinho da manhã à sopa deliciosa da noite", afirmou o jovem empresário, para quem compor o nome com a palavra casa se tornou natural. A abertura está prevista para início do segundo semestre.

  • Opções para Sexta-feira Santa na Fazenda Churrascada
    Opções para Sexta-feira Santa na Fazenda Churrascada Foto: Fernando Pires/Divulgação
  •  2022. Crédito: Fernando Pires/Divulgação. Gastronomia. Favas Contadas. Opções para Sexta-feira Santa na Fazenda Churrascada. Prato de polvo grelhado na parrilla.
    2022. Crédito: Fernando Pires/Divulgação. Gastronomia. Favas Contadas. Opções para Sexta-feira Santa na Fazenda Churrascada. Prato de polvo grelhado na parrilla. Foto: Fernando Pires/Divulgação
  • uisque gaúcho Union Distillery
    uisque gaúcho Union Distillery Foto: Union Distillery/Divulgação
  • uisque gaúcho Union Distillery
    uisque gaúcho Union Distillery Foto: Union Distillery/Divulgação
  • Sebastião Ferro, dono da vinícola Serra das Galés, com Bebeto
    Sebastião Ferro, dono da vinícola Serra das Galés, com Bebeto Foto: Vinícola Serra das Galés/Divulgação
  • chef Ronny Peterson
    chef Ronny Peterson Foto: Belini/divulgação
  • chef Thiago Paraíso
    chef Thiago Paraíso Foto: Bruno Aguiar/Divulgação
  • Tapume esconde a obra da Casa Almería
    Tapume esconde a obra da Casa Almería Foto: Liana Sabo/CB/D.A Press

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE