Queda de braço entre Izalci e Paula Belmonte

Correio Braziliense
postado em 15/04/2022 00:01
 (crédito: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)
(crédito: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)

A Federação do PSDB-Cidadania trouxe uma queda de braço para o DF. O senador Izalci Lucas (PSDB) é pré-candidato ao governo e a deputada Paula Belmonte ficou no Cidadania com o compromisso do presidente, Roberto Freire, de que concorrerá a um cargo majoritário. Ela tem dito que quer o Senado. Mas esse projeto esbarra com o do Izalci.

Regras ajudam tucano

A ata da criação da federação PSDB-Cidadania estabelece o seguinte: "A presidência do colegiado estadual ou distrital será exercida, prioritariamente, pelo partido político federado ao qual pertença o governador, o senador, o prefeito da capital, o deputado federal ou ao partido que tenha tido a maior votação total para deputado federal e prefeito nos respectivos pleitos anterior, respeitada essa ordem". Logo, Izalci Lucas vai brigar para impor sua candidatura. O presidente do PSDB, Bruno Araújo, já deu declarações em favor de Izalci.

Ato pela paz

O novo presidente do Conselho Curador da Fundação Assis Chateaubriand, Gilberto Lima Júnior, vai promover neste domingo ato em prol da Paz Mundial. Será, a partir das 10h, no estacionamento 10 do Parque da Cidade, próximo ao busto do pacifista Mahatma Gandhi, doado pelo Governo da Índia). A finalidade do encontro é proporcionar à sociedade brasiliense um momento especial de reflexão sobre a importância de nutrirmos uma Cultura de Paz, baseada na Comunicação não Violenta, na Tolerância, na Compaixão, na Solidariedade e na Mútua-Ajuda. Instituições renomadas apoiam a iniciativa e estarão presentes: União Planetária, Universidade Internacional da Paz, Embaixada da Paz, Projeto Yoga em Brasília, Projeto Picnik, Grupo Reiwa de Taicô (Tambores Japoneses), o Movimento Global de Autoconhecimento e Mútua-Ajuda(Mogauma), entre outras.

Na palma da mão

A Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) lançou nesta semana do nono aniversário da Lei de Acesso à Informação do Distrito Federal a versão mobile do Portal da Transparência. É uma versão criada para que o usuário visualize o conteúdo do portal pelo celular e interaja de maneira mais simples e fácil.

Jacy Afonso
Presidente do PT-DF

"Rosilene é a melhor candidata que o PT-DF poderia ter para unificar o campo progressista no DF e assim garantir um palanque forte para Lula"

O PT-DF aprovou a pré-candidatura de Rosilene Corrêa ao governo, mas a executiva nacional interveio. Acredita que ela será a candidata?

Acredito. Para esclarecer: o diretório regional aprovou a indicação da companheira Rosilene como nossa pré-candidata com o objetivo de dar conhecimento ao diretório nacional da posição predominante na nossa direção. Mas deixou claro que o seu nome seria submetido a um encontro regional e, ainda, que a posição final caberia à direção nacional.

O ex-deputado Geraldo Magela também se coloca como pré-candidato ao GDF. Ele tem chance de ser o candidato do PT?

O encontro regional, em 13 e 14 maio, vai apreciar todas as pré-candidaturas inscritas. Hoje são as da companheira Rosilene e do companheiro Magela, mas o prazo de inscrições se encerra no dia 6 de maio.

Por que o partido escolheu Rosilene?

Porque existe uma avaliação estratégica. Enfrentar as dificuldades do PT pressupõe construir uma alternativa eleitoral que signifique renovação, que dialogue com o empoderamento feminino (maior parte do eleitorado) e que tenha autoridade para colocar a educação como uma política pública estratégica para mudar a vida do povo. Nesse sentido, a Rosilene é a melhor candidata que o PT-DF poderia ter para unificar o campo progressista no DF e assim garantir um palanque forte para Lula.

Existe alguma interferência nacional em benefício da pré-candidatura do deputado distrital Leandro Grass (PV) ao GDF?

Temos claro que, nos estados e no DF, a escolha da chapa majoritária deve acompanhar a melhor estratégia para a eleição do presidente Lula. Sabemos que o Leandro Grass filiou-se ao PV com o compromisso da direção de o PV reivindicar, junto à direção nacional, a cabeça de chapa para este Partido, no campo da Federação PT/PV/PCdoB. Então, essa possibilidade existe, a depender da Direção Nacional, ouvindo o PT-DF.

Como você vê a possibilidade de o PT-DF apoiar a candidatura do Grass?

Vemos esta situação como uma construção coletiva dos partidos da Federação. Portanto, o nosso esforço é alinhar objetivos que devem ser coerentes com a melhoria da vida do povo do DF e do Brasil e isso hoje passa pela vitória de Lula e pela vitória do campo progressista no DF. Lembrando que na Federação também tem a candidatura do João Vicente Goulart, do PCdoB.

A divisão dos partidos de oposição beneficia a reeleição do governador?

Temos trabalhado pela unidade no campo da esquerda mas, neste momento, as coisas ainda estão embaralhadas. Continuaremos trabalhando para alcançar a maior unidade possível com os partidos aliados, como PSB, Psol e Rede Sustentabilidade, que viabilize uma real alternativa à candidatura do atual governador.

A aliança que dará origem à chapa Lula-Alckmin aproxima o PT e o PSB no DF?

Temos dialogado permanentemente com o PSB e acreditamos ser perfeitamente possível estarmos juntos nestas eleições de 2022 também aqui no DF.

Acredita que o PT apoiaria a candidatura de Rafael Parente ao governo?

É legítima a candidatura do Rafael e temos que analisar, mas, pelo que a imprensa veicula, o PSB Nacional não colocou o DF na sua lista de prioridades.

O PT poderia indicar o vice ou a vice na chapa encabeçada por candidato de outro partido?

Esta questão não está dada, será discutida no momento adequado.

A militância do PT vai aceitar Geraldo Alckmin?

A militância do PT lutará para eleger o Presidente Lula e o vice escolhido por ele, como foi com em 2002 com José Alencar. Aqui no DF, o PT tem uma militância aguerrida desde a sua fundação em 1980 e já governou o DF duas vezes.

  • 05/04/2022. Crédito:  Ed Aves/CB. Cidades. CB Poder recebe o Senador Izalci Lucas. Na bancada, Carlos Alexandre.
    05/04/2022. Crédito: Ed Aves/CB. Cidades. CB Poder recebe o Senador Izalci Lucas. Na bancada, Carlos Alexandre. Foto: ED ALVES/CB/D.A.Press
  •  03/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF -  CB.Poder entrevista a Deputada Federal Paula Belmonte.
    03/01/2022 Crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF - CB.Poder entrevista a Deputada Federal Paula Belmonte. Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
  •  Crédito: Arquivo Pessoal. Eixo Capital. Jacy Afonso, presidente do PT DF
    Crédito: Arquivo Pessoal. Eixo Capital. Jacy Afonso, presidente do PT DF Foto: Arquivo Pessoal

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE