Brasília entra no circuito Uber Planet para compensar emissão de carbono

Correio Braziliense
postado em 20/04/2022 00:01

Em celebração ao Dia da Terra, comemorado na próxima sexta-feira, a Uber lançou ontem, em Brasília, o Uber Planet. É uma nova modalidade de viagem, na qual é compensada a emissão de carbono. Para isso, se uniu à Carbonext, empresa responsável por medir e compensar a pegada de CO2.

América Latina

Desde que a iniciativa chegou à América Latina, mais de 12 milhões de usuários já utilizaram o Planet e conseguiram compensar mais de 47 mil toneladas de CO2.

Para a Floresta Amazônica

Os créditos serão direcionados para projetos de preservação de áreas em risco da Floresta Amazônica brasileira. A Uber anunciou que se tornará uma plataforma com emissão zero de carbono até 2040.

Tarifa maior

O valor de uma viagem com o Planet será, em média, 5% maior do que uma com o Uber Comfort. Ao final de cada mês, os usuários receberão um relatório com a quantidade de CO2 compensado.

Compromisso global

"Essa nova modalidade reforça o nosso compromisso global de se tornar uma empresa cada vez mais sustentável", explica Silvia Penna, diretora-geral da Uber
no Brasil.

Bioeconomia

Para Janaína Dallan, CEO da Carbonext e parte do time de especialistas da ONU para mudanças climáticas, a parceria vai estimular a conscientização e a bioeconomia. "Devolvemos à floresta 70% da renda gerada pela comercialização dos créditos de carbono", explica.

Varejo, arte e gastronomia

O Brasília Shopping celebrou 25 anos ontem em evento com arte e gastronomia no rooftop. Faz parte também da comemoração uma mostra em projeção digital que relembra a história de Brasília e do shopping. A exposição homenageia Ruy Ohtake, o arquiteto que projetou o centro comercial.

Impacto econômico

O empreendimento reúne 160 lojas e gera cerca de 1,5 mil empregos diretos e indiretos.
A expectativa é que as vendas em 2022 cheguem a R$ 530 milhões, cerca de 8% maior que em 2019, ano anterior à pandemia.

Marco histórico

"O Brasília Shopping foi um marco
histórico no segmento, pela arquitetura inovadora do saudoso Ruy Ohtake e pela localização privilegiada. Ao longo destes 25 anos, tem sido muito rentável para investidores e lojistas, criando empregos e gerando muitas oportunidades de bons negócios", destacou Paulo Octávio, CEO das Organizações PaulOOctavio. Estiveram presentes no evento o governador Ibaneis Rocha, Gilberto Azevedo, superintendente do Brasília e Geraldo Mello, diretor de shoppings do Grupo.

Empreendedorismo

na área rural

Estão abertas até sexta-feira as inscrições para a próxima turma do programa de empreendedorismo e sucessão rural Filhos deste Solo, da Emater-DF. O curso gratuito vai orientar os alunos a elaborar o seu próprio plano de negócios, com aulas presenciais, no IFB Campus Planaltina, entre os dias 25 e 29. O curso não se limita aos alunos do IFB, sendo aberto a todos os jovens da área rural interessados em empreender.

CNI aponta novos desafios para a indústria

Demanda interna insuficiente, taxas de juros elevada e dificuldades com logística. Esses são os problemas apontados agora pelos empresários da indústria. A sondagem do primeiro trimestre, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra também que 58,8% dos entrevistados ainda consideram a falta ou o alto custo da matéria-prima a principal dificuldade enfrentada pelo setor. O Levantamento foi divulgado ontem.

Crescimento em março

A produção industrial apresentou vigoroso crescimento em março de 2022. O índice de evolução ficou em 54,5 pontos, resultado que está acima da linha divisória entre queda e crescimento da produção. Desde dezembro, o índice encontrava-se abaixo do patamar dos 50 pontos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE