EXECUTIVO /

Planaltina ganha moderna escola

Reforma do Centro Educacional Águas do Cerrado custou R$ 4 milhões e se junta a outras entregas do GDF, que entre 2019 e 2022 ampliou em 345% o número de salas de aula em relação ao período de 2014 a 2018, de acordo com o Buriti

Carlos Silva*
postado em 05/05/2022 00:01
 (crédito: Carlos Silva /CB/D.A.Press)
(crédito: Carlos Silva /CB/D.A.Press)

O governador Ibaneis Rocha inaugurou ontem o Centro Educacional Águas do Cerrado (CEDAC), no Núcleo Rural Pipiripau, em Planaltina (DF). O prédio, abandonado há nove  anos, estava destinado para ser um albergue e agora dá lugar a uma escola moderna com capacidade para atender 900 estudantes do ensino infantil ao fundamental, em dois turnos. A obra se junta a outra entregas do governo, que entre 2019 e 2022 ampliou em 345% o número de salas de aula no DF em relação ao período de 2014 a 2018, de acordo com o Palácio do Buriti.

Após visitar as instalações da nova instituição de ensino, o governador falou da transformação feita no local e descreveu sentir felicidade com a entrega da obra. "Era um albergue antigo e abandonado; nós transformamos em uma das mais belas escolas do DF. Tive o prazer de andar pelas instalações. Todas são de primeira qualidade. As crianças estão felizes. Vale a pena trabalhar para a população do Distrito Federal", afirmou.

A secretária de Educação do Distrito Federal, Hélvia Paranaguá, que também esteve presente na inauguração, destacou o investimento feito e o apoio parlamentar que fizeram com que a obra fosse concluída. "O Governo do Distrito Federal aportou R$ 4 milhões. Também tivemos o deputado Cláudio Abrantes (PSD), que ajudou com uma emenda parlamentar para equipar a escola", explica. Segundo a chefe da pasta, a região de Planaltina recebeu cerca de R$ 16,5 milhões de investimento em infraestrutura e que até o fim do ano esse montante pode chegar a R$ 20 milhões.

Também presente no evento, o deputado Rafael Prudente (MDB), presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), que apontou a importância da obra, tendo em vista o crescimento da população de Planaltina nos últimos anos. "Há nove anos a população luta para que esse antigo albergue fosse transformado num complexo educacional. Ficamos muito felizes; o governo cumpriu com seu compromisso. Estivemos aqui diversas vezes, cobrando e colocando recursos para que essa obra fosse entregue. A população de Planaltina, ao longo dos anos, cresceu muito, então é mais que fundamental essa inauguração no dia de hoje", afirma.

Com área construída de cerca de 4 mil m², o CEDAC conta com 16 salas de aula climatizadas e nove espaços de aprendizado. A escola também é equipada com laboratórios de ciências e de informática, quadra coberta, brinquedoteca, salas de recursos e apoio pedagógico, entre outros. "As crianças entram e tem a sensação de estar no melhor do ensino do país", disse Cláudio Abrantes.

Mais inaugurações

Ainda na manhã de ontem o governador também inaugurou um campo sintético no setor Buritis 2 e uma quadra poliesportiva na Escola Classe 16, no Condomínio Estância Mestre D'armas IV, ambos em Planaltina.

O diretor da Escola Classe 16, Wellington Mesquita, disse que a entrega da quadra era reivindicação antiga da instituição "Essa obra foi muito sonhada pela comunidade escolar. Quando eu atuava como vice-diretor aqui, já havia essa reivindicação, e corremos atrás tanto do governo quanto dos parlamentares para destinar recursos. Hoje está sendo entregue essa obra que vai agregar não só para atividades físicas, mas pedagógicas e culturais", afirmou.

O governador também destacou a entrega do campo sintético, apontando o investimento de converter lugares abandonados para o benefício da comunidade local. "São mais de 50 campos sintéticos sendo reformados no Distrito Federal. Essa semana nós já entregamos mais dois. Nós queremos continuar com essas entregas, em que tiramos regiões abandonadas, que são, geralmente, estão ocupadas por usuários de drogas e colocamos a favor da comunidade, colocando iluminação, esporte e lazer para a população", pontua.

*Estagiário sob a supervisão de José Carlos Vieira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE