Uma referência jovem

Correio Braziliense
postado em 06/05/2022 00:01

Oito anos depois de fincar bandeira na 409 Sul, trazendo suas mais apreciadas atrações: o forno a lenha, o leitãozinho à pururuca e a sortida adega com rótulos do mundo inteiro, a marca goiana Bartolomeu se rejuvenesceu. Virou Bartô e a rima continua com bistrô, espaço mais moderno, arejado, que passou a integrar a área externa mobiliada com ombrelones protegendo mesas grandes, ideais para a degustação intercalada de longos papos, que às vezes duram a tarde inteira.

A guinada na proposta se deu por obra do empresário João Paulo Araújo, de 36 anos, agora na carreira solo muito mais voltada para o funcionamento da casa. Sem abrir mão de alguns célebres pratos que caracterizavam o cardápio, a nova pegada é "lenha, brasa e vinho", resume o restaurateur, que convenceu a mãe Marinez Stoppa (foto) vir de São Paulo ajudá-lo a tocar a grife. Ela, que estava parada há muitos anos, está adorando tomar conta de outro Bartô, a loja de vinhos instalada no Shopping Iguatemi.

Assados na parrilla

Neste domingo, considerado o de maior movimento do calendário há muitas opções de assados. Desde a picanha família até o tomahawk (ambos de 900g por R$ 258 cada); do prime rib suíno Duroc (300g por R$ 108 e 600g por R$ 158) ao galeto marinado por seis horas com alho, mix de pimentas e ervas finas, escoltado por polenta (R$ 128 para duas pessoas); do matambre de porco, servido na entrada (200g por R$ 44) ao bacalhau pil pil com arroz de limão siciliano (R$ 238 para duas pessoas). Sem falar na paleta de cordeiro uruguaio, marinada no forno por 24 horas em temperatura baixa, e finalizada na parrilla por 40 minutos (900g por R$ 198).

Da culinária portuguesa, a casa serve arroz de pato e de porco, com a carne suína desfiada e finalizado com crispy de couve e pedaços de pururuca (R$ 198 para quatro pessoas). Ainda tem o arroz de costela e de bacalhau, todos tamanho família. Individuais são o risoto de cogumelos (R$ 78), de camarão e lula e de rabada (R$ 98 cada). No reino das batatas, você tem a rústica, aligot (purê super cremoso) e recheada com gorgonzola ou requeijão e parmesão, que combinam muito bem com os assados. Outra saborosa seleção é a de focaccias: de parmesão, burrata, parma (foto), alecrim e diávolo.

Conhecido pela variada adega o restaurante Bartô não quis se limitar aos vinhos e investiu numa atraente carta de drinques elaborada pelo mixologista Vitor Moretti. No destaque, Porto Sour, feito com vinho do porto. Eles são um atrativo a mais para o lounge, instalado no primeiro andar, prestes a ser inaugurado. É lá em cima que João Paulo pretende animar a noite cult com jazz. Funciona de terça a domingo. Telefone: 3442-1169.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE