Magela insiste na candidatura ao governo

Correio Braziliense
postado em 07/05/2022 00:01

O ex-deputado Geraldo Magela fez uma proposta para a direção regional do PT: ele como candidato ao governo, a diretora do Sindicato dos Professores (Sinpro) Rosilene Corrêa, como vice, e o deputado distrital Leandro Grass (PV), na corrida pelo Senado. Ainda não há acordo. Se não for candidato ao governo, o ex-deputado Geraldo Magela (PT) deve concorrer a um novo mandato de deputado federal. Será uma briga feia dentro da federação que tem a deputada Érika Kokay (PT), o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) e o deputado distrital Reginaldo Veras (PV) concorrendo à Câmara Federal. Na tarde de ontem, Magela participou do Seminário Internacional Eleições no Brasil e na América Latina, promovido pelo PT, em São Paulo. Hoje estará no ato de lançamento da pré-candidatura de Lula a presidente. Aproveita o contato com a cúpula do partido para tentar um acordo na cúpula.

Fora da coligação, mas com Lula

A federação PT-PV-PCdoB vai apoiar a candidatura do deputado Daniel Cabral (PSB) ao governo de Pernambuco, mas o ex-presidente Lula, que é muito popular no estado, não vai reclamar se a deputada Marília Arraes (Pros) usar a sua imagem na campanha. A neta de Miguel Arraes saiu do PT para concorrer ao governo, mas não vai fazer carga contra os petistas. Se a moda pega, haverá traições em vários estados, inclusive no DF, onde a cúpula poderá apoiar um nome e a militância, outro.

De olho na base

O governador Ibaneis Rocha (MDB) participa hoje da reunião geral de pastores e líderes do Conselho de Pastores Evangélicos do Distrito Federal (Copev-DF), em Samambaia.

No páreo

O pré-candidato do PSB ao governo do DF, Rafael Parente, tem conversado com integrantes da cúpula do PT. Nesta semana, ele esteve com gente importante da campanha de Lula. A conversa é que, sem definição entre petistas de Brasília, o apoio pode ser dado ao deputado Leandro Grass (PV), mas Parente também não está descartado. Eles avaliam que no DF não há favoritos.

Embates do passado atrapalham

Entre petistas do DF, uma eventual aliança com Rafael Parente (PSB) é vista com restrições. O problema não é o candidato e sim um aliado, Rodrigo Rollemberg (PSB), que governou o DF entre 2015 e 2018 com muitas críticas ao antecessor, Agnelo Queiroz (PT).

Alinhados

No primeiro encontro dos pré-candidatos do Cidadania no Distrito Federal, o presidente nacional da legenda, Roberto Freire, e a presidente regional, a deputada federal Paula Belmonte, definiram posicionamentos e estratégias de trabalho com os filiados que vão concorrer aos cargos de deputado distrital e federal. No evento, foi reafirmado que o partido apoia Paula Belmonte para uma disputa majoritária.

Upgrade

Exonerado em março do cargo de diretor de combate ao crime organizado da Polícia Federal (PF), o delegado Luís Flávio Zampronha está de mudança para Haia, na Holanda. Ele foi designado para exercer a função de oficial de ligação junto à Europol, a Agência da União Europeia para a Cooperação Policial. Missão de dois anos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE