Àquelas que nos colocaram no mundo

Correio Braziliense
postado em 08/05/2022 00:01
 (crédito: Aureliza Corrêa/Divulgação)
(crédito: Aureliza Corrêa/Divulgação)

Como acontece neste espaço domingueiro há 19 anos, paramos tudo e voltamos nosso pensamento e nosso coração para aquelas que, como disse um filho desconhecido, cuja frase reproduzi acima, praticam mesmo todos os verbos no tempo positivo e engrandecedor, as mães

Até mesmo quando erramos, desde que me tornei mãe (e, agora, avó) tenho a certeza de que foi com o intuito de acertar, ajudar, proteger, blindar, matar e morrer pela felicidade e bem estar dos filhos.

Por isso, hoje, Dia das Mães, peço licença para colocar, aqui, um verdadeiro ícone e modelo desse tipo de mulher escudo, mulher força, mulher heroína e mulher deusa, Mulher, com "M" maiúsculo: Lavínia, minha mãe!

Com ela, e por meio dela, quero homenagear outras tantas mães que, iguais à minha, pertencem ao mesmo exército, cuja arma sempre foi o amor, a dedicação, o desvelo, o sacrifício e o desprendimento, sempre em favor daqueles a quem gerou e entregou a este mundo de Deus. Feliz Dia das Mães para todas, de A a Z, desta cidade e deste país, por meio dessas mulheres guerreiras que enfeitam esta página hoje, pequena para tantas e tantas mães que merecem todo o nosso carinho.

  • Eda Machado: mãe, avó e mãezona de centenas de profissionais formados pela instituição que criou e dirigiu com punhos de ferro. O ensino e a cultura agradecem
    Eda Machado: mãe, avó e mãezona de centenas de profissionais formados pela instituição que criou e dirigiu com punhos de ferro. O ensino e a cultura agradecem Foto: Arquivo pessoal
  • Valdete Drummond: mãe, avó e anjo da guarda da Estrutural, Gasfa, Vila do Boa, Brejolandia e onde mais tiver alguém precisando de ajuda
    Valdete Drummond: mãe, avó e anjo da guarda da Estrutural, Gasfa, Vila do Boa, Brejolandia e onde mais tiver alguém precisando de ajuda Foto: Aureliza Corrêa/Divulgação
  • Elinor Watson Morem: americana 
que adotou Brasília e o costume
 de ajudar ao próximo
    Elinor Watson Morem: americana que adotou Brasília e o costume de ajudar ao próximo Foto: Aureliza Corrêa/Divulgação
  • Julie-Pascale Moudouté-Bell: a mãe gabonesa com um coração enorme
    Julie-Pascale Moudouté-Bell: a mãe gabonesa com um coração enorme Foto: Aureliza Corrêa/Divulgação
  • Irene Borges: a mãe, o anjo da guarda dos 
filhos e das amigas
    Irene Borges: a mãe, o anjo da guarda dos filhos e das amigas Foto: Aureliza Corrêa/Divulgação
  • Benedita Maria de Jesus: mãe de seis filhos, avó de nove netos. Mulher que tem no trabalho árduo a sua forma de proteger a família
    Benedita Maria de Jesus: mãe de seis filhos, avó de nove netos. Mulher que tem no trabalho árduo a sua forma de proteger a família Foto: Arquivo pessoal
  • Carmen Suarez da Rocha: a mãe que aumentou a sua prole com a adoção. Tudo com muito amor
    Carmen Suarez da Rocha: a mãe que aumentou a sua prole com a adoção. Tudo com muito amor Foto: Arquivo pessoa
  • Minha mãe, Lavínia, e eu. Exemplo que
me ensinou a gostar de ajudar a quem precisa
    Minha mãe, Lavínia, e eu. Exemplo que me ensinou a gostar de ajudar a quem precisa Foto: Geraldo Vieira/1969/Divulgação

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE