Tim

Cobrança indevida

Correio Braziliense
postado em 09/05/2022 00:01

Estelite Lustosa Nogueira

Asa Sul

A costureira Estelite Lustosa Nogueira, de 58 anos, moradora da Asa Sul, entrou em contato com a coluna Grita do Consumidor, devido a problemas relacionados a cobranças indevidas da TIM.

Segundo relatado em boletim de ocorrência feito por Estelite na 1ª DP — Asa Sul —, no dia 07/04/22, ela constatou, no extrato do cartão de crédito do Banco Santander, a cobrança no valor de R$ 49,99, que vinha sendo debitada mensalmente, desde novembro de 2021.

"Fui à loja procurar saber o que estava acontecendo e o porquê desse débito", narra. Ela foi informada de que uma linha de celular — (61) 98299-9325 — havia sido adquirida com seus dados pessoais. No atendimento, a costureira relatou não ter conhecimento do serviço, que foi cancelado.

Apesar do cancelamento, Estelite relata que a empresa não se manifestou acerca do ressarcimento dos valores pagos (aproximadamente R$ 350, no total). "Não me deram nenhum retorno, e preciso receber meu dinheiro de volta. Não utilizei nada deles", indigna-se.

Resposta da empresa

Em resposta à reclamação, a Tim esclareceu que "tem protocolos rígidos de segurança, está apurando o ocorrido, e, em breve, fará contato com a sra. Estelite".

Resposta da consumidora

Entraram em contato comigo; a moça que me atendeu foi muito educada; disseram que iam fazer uma avaliação para realizar o retorno do dinheiro e que sexta ou segunda dariam retorno. A resposta foi boa. Pelo menos estão tentando resolver. Até o momento, está indo bem. Estavam cobrando uma conta indevida e eu não quero entrar na Justiça, nem nada disso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE