Violência /

Suspeito morto em tiroteiro

Quatro assaltantes se passaram por policiais e invadiram uma casa no Núcleo Bandeirante, onde fizeram uma idosa como refém. Do grupo, um está preso; dois, foragidos; e outro perdeu a vida em confronto com o policiamento especializado

Darcianne Diogo
postado em 11/05/2022 00:01
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Os quatro homens que invadiram uma casa no Núcleo Bandeirante e mantiveram como refém uma idosa, de 78 anos, ontem, se passaram por policiais para entrar na residência. Na fuga, um dos suspeitos trocou tiros com a polícia, na via que divide Ceilândia e Águas Lindas de Goiás, e acabou morto. Outro envolvido, identificado como Reinan Xavier dos Santos, 46 anos, preso na carceragem da Polícia Civil (PCDF). Até o fechamento desta edição, dois criminosos estavam foragidos.

O crime aconteceu no fim da manhã. Os criminosos amarraram a vítima e levaram um celular, um notebook e R$ 29 mil. "Estávamos monitorando Reinan e os demais integrantes do grupo, que são conhecidos pela prática de crimes violentos, em especial roubos. Neste monitoramento de inteligência, apuramos que os autores iriam praticar um roubo em residência no DF", destaca o delegado-adjunto da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), Maurício Iacozzilli.

Reinan foi detido em abordagem na Expansão do Setor O, em Ceilândia. Ele estava com um comparsa, que conseguiu escapar. Os outros dois integrantes do grupo saíram em um Ônix e em direção à Águas Lindas. No município goiano, policiais militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Goiás interceptaram o veículo e deram ordem de parada, quando a dupla fez disparos contra as equipes e, depois, correu para dentro de um matagal.

Correria

Cada um dos criminosos foi para um lado distinto. Comandante da operação, o tenente Jorge Paiva, da CPE de Águas Lindas, conta que os policiais se dividiram para realizarem a captura dos dois criminosos. "Uma das equipes se deparou com um dos suspeitos. O autor atacou os policiais a tiros e, como forma de defesa, os PMs atiraram contra ele", explica. O homem chegou a ser encaminhado ao hospital da cidade, mas não resistiu e morreu. Com ele, foi apreendido uma pistola 9mm.

Vídeos gravados por testemunhas registraram a correria dos policiais e das pessoas se escondendo atrás de uma parada de ônibus. As equipes contaram com o reforço Polícia Militar do DF (PMDF), da PCDF e de helicópteros da Polícia Rodoviária Federal (PRF). "As investigações vão prosseguir para a cabal identificação dos dois foragidos e, posteriores, pedidos de prisão preventiva, ante à violência que utilizaram na ação criminosa", frisa o delegado. Os policiais conseguiram recuperar os R$ 29 mil da vítima e apreenderam dois rádios comunicadores, um celular e uma arma de fogo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE