Mandou mal

Correio Braziliense
postado em 15/05/2022 00:01

O governo Bolsonaro estuda uma proposta de flexibilização nas regras do FGTS para cortar a alíquota de contribuição que as empresas recolhem sobre o salário dos trabalhadores, de 8% para 2%, e reduzir a multa paga em caso de demissão sem justa causa, de 40% para 20%, segundo a Folha de S.Paulo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE