Igreja Católica

DF tem novo exorcista

Renata Nagashima
postado em 19/05/2022 00:01
 (crédito: Reprodução/redes sociais)
(crédito: Reprodução/redes sociais)

A Arquidiocese de Brasília nomeou o padre Silvio Ambrogio Albertario como novo exorcista para atuar no Distrito Federal. O sacerdote é pároco da igreja São Pedro Apóstolo, em Ceilândia, desde 2017. Em nota, a entidade disse que ele "permanece nas funções que já exerce, como na paróquia, acumulando este novo ofício e ministério em favor da igreja em Brasília".

O anúncio foi feito ontem, pelo arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar Costa, por meio da Arquidiocese. "No desempenho de suas atribuições e missão de fazer chegar a todo povo fiel o olhar misericordioso de Cristo, zelando também pela vida espiritual da igreja a ele confiada, Dom Paulo Cezar Costa, leva ao conhecimento do clero, religiosos e fiéis da Arquidiocese, a nomeação do novo Exorcista da Arquidiocese de Brasília: Padre Silvio Ambrogio Albertario", disse o texto.

Ao Correio, o padre Silvio Ambrogio disse que está contente em poder dar continuidade a missão no DF. "A função do exorcista tem sua importância. E essa nomeação representa uma continuidade nessa função ao serviço do povo brasiliense", apontou. O sacerdote é o segundo religioso a exercer a função em Brasília. Antes de Ambrogio, Vanilson da Silva era o único padre exorcista do DF.

Mudança

Em fevereiro, o responsável pela comunidade Rosa Mística, em São Sebastião, foi afastado das funções sacerdotais e proibido de realizar sessões de exorcismo e missas na capital federal. Poucos dias depois, ele foi liberado apenas para celebrar missas. Em seguida, a Arquidiocese anunciou que nomearia um novo padre para o ofício.

O padre Vanilson ressaltou que afastamento da função se trata de um processo normal nas mudanças. "Eu tinha essa missão dada por Dom Sérgio. Com o novo bispo, eles escolhem os seus ministros, semelhante ao governo civil. Mudam os bispos auxiliares, os vigários geral, e também todos os demais segmentos de confiança do arcebispo", afirmou.

O sacerdote acrescentou que continua a missão na comunidade Rosa Mística, associação padre Júlio Negrizzolo, com casas de acolhimento, dependência química, pessoas em situação de rua, famílias carentes e o centro de evangelização com missa e eventos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE