Prêmio Nobel

Nobel da Paz: confira os vencedores dos últimos dez anos

Nesta sexta-feira (9/10) foi anunciado em Oslo o vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2020

Agência France-Presse
postado em 09/10/2020 08:36 / atualizado em 09/10/2020 08:37
 (crédito: Jonathan NACKSTRAND / AFP)
(crédito: Jonathan NACKSTRAND / AFP)

Confira abaixo a lista dos últimos dez vencedores do Prêmio Nobel da Paz. O de 2020 foi anunciado nesta sexta-feira (9/10), em Oslo:

- 2020: O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), por "seus esforços no combate à fome, por sua contribuição para melhorar as condições de paz em áreas afetadas por conflitos e por ter desempenhado um papel de liderança em esforços para prevenir o uso da fome como arma de guerra"

- 2019: Primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, "por seus esforços para alcançar a paz e a cooperação internacional, em particular por sua iniciativa decisiva para resolver o conflito fronteiriço com a Eritreia"

- 2018: o médico congolês Denis Mukwege e Yazidie Nadia Murad, que trabalham para "acabar com o uso da violência sexual como arma de guerra"

- 2017: Campanha Internacional pela Abolição de Armas Nucleares (ICAN), por contribuir para a adoção de um tratado histórico de proibição de armas atômicas

- 2016: O então presidente colombiano, Juan Manuel Santos, por seu compromisso com o fim do conflito armado com a então guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)

- 2015: Quarteto para o diálogo nacional tunisino, atores da sociedade civil que tornaram possível salvar a transição democrática na Tunísia

- 2014: Malala Yousafzai (Paquistão) e Kailash Satyarthi (Índia), "por sua luta contra a opressão de crianças e jovens e pelo direito de todas as crianças à educação"

- 2013: Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), por seus esforços para livrar o planeta dessas armas de destruição em massa

- 2012: União Europeia (UE), um projeto que ajudou a pacificar um continente devastado por duas guerras mundiais.

- 2011: Ellen Johnson Sirleaf e Leymah Gbowee (Libéria) e Tawakkol Karman (Iêmen), por sua luta não violenta pela segurança das mulheres e seus direitos de participação nos processos de paz

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação