Covid-19

Moderna anuncia que eficácia da vacina contra a covid-19 é de 94,5%

Laboratório pretende submeter a vacina a uma "autorização de emergência" nos Estados Unidos nas próximas semanas

Hellen Leite
postado em 16/11/2020 09:27 / atualizado em 16/11/2020 10:13
 (crédito: Andrew Caballero/AFP)
(crédito: Andrew Caballero/AFP)

O laboratório Moderna Inc. comunicou nesta segunda-feira (16/11) que a fase três dos testes clínicos da vacina contra a covid-19 mostrou resultados positivos. De acordo com o laboratório, o grau de eficácia do imunizante ficou em 94,5%. Agora, a empresa pretende submeter a vacina a uma autorização de "utilização de emergência" nos Estados Unidos nas próximas semanas.

O ensaio envolveu 30 mil pessoas nos Estados Unidos, com metade recebendo duas doses da vacina, com intervalo de duas semanas, e a outra metade recebendo placebo. A análise foi baseada nos primeiros 95 pacientes a desenvolverem os sintomas da covid-19.

Segundo o laboratório, apenas cinco dos casos de covid ocorreram em pessoas que receberam o tratamento. Os dados também mostram que houve 11 casos graves de covid-19 entre as pessoas que participaram do ensaio, mas todos ocorreram entre pessoas que receberam o placebo.

A maioria dos eventos adversos foram leves ou moderados. De acordo com o ensaio, os efeitos colaterais após a primeira dose incluíram dor no local da injeção (2,7%), e após a segunda dose incluíram fadiga (9,7%), dor muscular (8,9%), dor nas articulações (5,2% ), cefaleia (4,5%), dor em geral (4,1%) e vermelhidão no local da injeção (2,0%). Esses eventos adversos foram de curta duração.

"Esta análise positiva de nosso estudo de fase 3 nos deu a primeira validação clínica de que nossa vacina pode prevenir a doença covid-19, incluindo doença grave ”, disse, em comunicado, Stéphane Bancel, CEO da Moderna.

"Estamos ansiosos para os próximos marcos de apresentação para registros regulatórios nos Estados Unidos e em países ao redor do mundo, enquanto continuamos a coletar dados sobre a segurança e eficácia da vacina. Continuamos empenhados e focados em fazer a nossa parte para ajudar a acabar com a pandemia”, finalizou.


O governo federal dos EUA está apoiando o projeto com quase U$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 5,21 bilhões) e o escolheu como um dos primeiros a entrar na fase de ensaios em larga escala em humanos.

Mais de 150 candidatos a vacina estão em vários estágios de desenvolvimento pelo mundo, com 23 perspectivas em testes em humanos. A Moderna e a empresa britânica AstraZeneca Plc estão liderando a corrida com seus candidatos já em estágio avançado.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE