FARMÁCIAS

Pesquisa indica principais sintomas de quem busca testes de covid-19

Levantamento da Abrafarma, em parceria com a plataforma Clinacarx, analisou mais de 3.3 milhões de atendimentos no primeiro semestre de 2021 em 2.608 farmácias de todo país

Jonatas Martins*
postado em 05/08/2021 21:56
 (crédito: Fusion Medical Animation/Unsplash)
(crédito: Fusion Medical Animation/Unsplash)

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), em parceria com a plataforma Clinacarx, indica quais são os principais sintomas das pessoas que buscam testes de covid-19 em farmácias. São eles: tosse (40,7%), nariz escorrendo (37,9%), dor de garganta (36,3%) e dor de cabeça (27,7%).

De acordo com o levantamento, sintomas considerados típicos, como diarreia (16,9%), dispnéia (14,1%), febre (7,7%) e perda do olfato ou paladar (6,5%), como visto, foram menos frequentes e acometeram menos pacientes.

Foram analisados mais de 3.3 milhões de atendimentos no primeiro semestre de 2021, em 2.608 farmácias de todo país. As farmácias atenderam pessoas de todas as idades, com destaque para adultos jovens, entre 18 e 39 anos, que representam 49%. Idosos com 60 anos ou mais foram o segundo maior grupo com 33%. Em relação ao gênero, as mulheres foram mais presentes, com 53,7% dos atendimentos.

Os casos passaram por um protocolo clínico com triagens, que possibilitou detectar a suspeita de síndrome respiratória aguda grave e de outros quadros respiratórios ligados ao coronavírus. A pesquisa apontou que 47,1% dos pacientes foram considerados não suspeitos, enquanto 12,5% suspeitos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e 29,1% suspeitos para síndrome gripal (SG), podendo ser covid-19 ou não. Outros 11,3% foram indicados como suspeitos assintomáticos.

Os sintomas mais comuns para pessoas com suspeita de SG foram tosse (62%) e nariz escorrendo (57%). Além disso, sintomas como dispneia e pressão no peito estiveram presentes em 77% e 54% dos pacientes com suspeita de SRAG, respectivamente.

Segundo a pesquisa, os quadros sintomáticos foram semelhantes entre todas as idades. Tosse foi o sintoma mais presente entre os idosos (44,2%) e nariz escorrendo em crianças (40,8%).


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE